A vantagem não é definitiva, alerta Ney Franco

O Saão Paulo pode até perder por um gol de diferença no Pacaembu que avança à próxima fase do torneio.

O técnico Ney Franco, do São Paulo, disse que a vantagem de dois gols conquistada na vitória por 2 a 0 sobre a Universidad de Chile, em Santiago, não garante sua equipe nas semifinais da Copa Sul-Americana.


A vantagem não é definitiva, alerta Ney Franco

"É uma vantagem significativa, mas não definitiva. A Universidad de Chile é uma das melhores equipes da América do Sul", declarou o treinador.

O clube pode até perder por um gol de diferença no Pacaembu, na próxima quarta-feira, que avança à próxima fase do torneio.

O comandante também comentou a escolha por Willian José para substituir Luis Fabiano, que ficou no Brasil por um desconforto muscular. Mesmo questionado pela torcida, o atacante fez os dois tentos do time brasileiro nesta quarta-feira.

"Eu sempre converso com ele. Tem um grande potencial e apenas 20 anos. Um atleta desta posição [centroavante] só estará realmente pronto lá pelos 24, 25 anos", observou Franco.

O técnico também explicou a substituição na volta do intervalo. Ele sacou o lateral esquerdo Cortez para a entrada do meia Maicon. Com esta modificação, Douglas inverteu o setor e o volante Wellington passou a atuar na direita.

O próprio treinador admitiu que a equipe teve uma queda de rendimento. Por isso, ele refez a linha de quatro defensores com Edson Silva improvisado na lateral esquerda. O meia Jadson deixou o duelo.

"Eu queria preservar o Cortez porque ele já tinha um cartão amarelo e poderia ser expulso. Fiz alguns testes que não deram certo e, por isso, voltei com a linha de quatro na zaga", afirmou.

Fonte: Folha