Timão: Adilson não teme time lento com Ronaldo

""O Ronaldo joga com a cabeça. Isso conta muito no futebol"", disse ele

Com os três gols marcados na vitória sobre o Grêmio Prudente, sábado, no Pacaembu, o Corinthians voltou a ter o ataque mais positivo do Campeonato Brasileiro (40 marcados) ao lado do Fluminense. Apesar da boa fase da dupla Jorge Henrique e Iarley, o técnico Adilson Batista não se importa em ter de mudar a maneira como o Timão atua e sinaliza com o retorno de Ronaldo no clássico contra o Santos, quarta-feira, às 22h, na Vila Belmiro.

- O Ronaldo joga com a cabeça. Isso conta muito no futebol. Se o Corinthians vai mudar, deixo para vocês (jornalistas) analisarem. Minha função é encontrar alternativas. Está tranquilo - afirmou.

Com Jorge Henrique e Iarley, o Corinthians ganhou ainda mais velocidade no setor ofensivo. A dupla também não decepcionou nos gols. Iarley balançou as redes cinco vezes nas últimas seis partidas. Jorge anotou dois neste mesmo período.

Já a presença de Ronaldo contra Vitória e Atlético-PR deixou a equipe mais lenta na frente. O craque, nitidamente fora de forma, sofreu para se movimentar entre os zagueiros e abrir os espaços necessários. Mesmo assim, de pênalti, marcou no empate com o Furacão, na Arena da Baixada. São apenas três jogos dele no Brasileiro e somente dois gols.

Adilson Batista, aliás, tem mais problema. O lateral-direito Alessandro sofreu uma pancada na canela direita durante o primeiro tempo da partida contra o Prudente e ainda será reavaliado. Já o atacante Dentinho, se recuperando de um problema na coxa direita, permanece como dúvida. O zagueiro William e o volante Jucilei cumpriram suspensão e retornam.

- Preciso ver na segunda-feira. Vamos com calma decidir quem levar para o jogo contra o Santos - completou o treinador.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com