Adolescentes matam bandeirinha a pontapés durante jogo amador

Crime em jogo amador choca autoridades, ex-jogadores e reabre debate sobre a violência.

Um homem de 41 anos foi morto depois de apanhar de um grupo de adolescentes durante uma partida amadora de jovens em Almere, cidade que fica noroeste da Holanda. Richard Nieuwenhuizen trabalhava como assistente na partida entre os clubes Buitenboys, time local no qual o seu filho jogava, e o Nieuw Sloten, de Amsterdã.



Nieuwenhuizen desabou no gramado depois de ser agredido com socos e chutes pelos jogadores do Nieuw Sloten. Levado a um hospital local em seguida, ele não resistiu e morreu na noite desta segunda-feira (4). As causas da morte não foram reveladas. Três jogadores com idade entre 15 e 16 anos foram apreendidos pelo crime.

O presidente do Buitenboys, Marcel Oost, lamentou a tragédia que chocou o país e toda a comunidade do futebol europeu.

? Você não consegue acreditar que uma coisa dessas possa acontecer. Garotos de 15 ou 16 anos estão jogando futebol, você vem assistir e vê algo assim.

O presidente da Associação Holandesa de Futebol, Anton Binnenmars, foi mais um lamentar a selvageria durante o jogo entre os adolescentes.

? É muito maluco para pôr em palavras que alguém envolvido em um hobby esportivo possa ser vítima desse tipo de agressão.

Segundo Oost, Nieuwenhuizen participava semanalmente como auxiliar nos jogos da equipe de Almere. O presidente do Buitenboys afirmou que a vítima ?gostava muito de atuar nos jogos? e que ?era um homem do futebol?.

Autoridades e ex-jogadores também não esconderam o quão chocados ficaram com o crime. O técnico do Ajax, o ex-zagueiro holandês Frank de Boer, destacou durante a coletiva para o jogo contra o Real Madrid, pela Liga dos Campeões, que ?algo precisa ser feito, já que é algo muito ridículo para ser posto em palavras?.

Já Joseph Blatter, presidente da Fifa, classificou o episódio como ?um espelho da sociedade?.

? Gostaria de expressar minha tristeza e consternação após saber da morte do árbitro assistente Richard Nieuwenhuizen. Me impactou profundamente ter notícia deste trágico incidente. O futebol é um espelho da sociedade, e tristemente as mesmas doenças que afligem a sociedade ­ neste caso a violência ­ também se manifestem neste jogo. Contudo, sigo convencido de que o futebol ­ através do exemplo e do esforço incansável de pessoas como o senhor Nieuwenhuizen ­ é uma força para o bem, e devemos manter seu uso como exemplo positivo para educar as pessoas contra esses males.

A porta-voz da polícia local, Leonie Bosselaar, afirmou que os três jovens seguirão apreendidos até o final das investigações sobre o caso. Os agentes ainda investigam a participação de outros atletas no crime. Os adolescentes já detidos também foram expulsos pelo Nieuw Sloten, segundo comunicado divulgado na página oficial do time.

A morte de Nieuwenhuizen vem exatamente um ano depois de um jogador amador da Holanda ter matado um torcedor. O autor do crime foi recentemente sentenciado a três anos de prisão pelo chute que, após acertar o peito do torcedor, acabou levando aos ferimentos que o mataram.

Fonte: r7