Adriano anuncia que volta ao Fla em junho: "aqui eu sou feliz"

Adriano anuncia que volta ao Fla em junho: "aqui eu sou feliz"

O atacante garantiu que voltará ao clube rubro-negro.

Adriano já tem data marcada para voltar ao Flamengo. Neste domingo, ao finalmente embarcar para se apresentar à Roma - com cinco dias de atraso -, o atacante garantiu que voltará ao clube rubro-negro em junho. Visivelmente triste por ter que deixar o Rio de Janeiro e também por um problema de saúde na família, o jogador foi embora, mas disse que "o coração fica".

De volta à Itália, enquanto Ronaldinho esboça fazer o caminho inverso e trocar o Milan por um clube brasileiro em 2011, Adriano almoçou com o ex-companheiro de Seleção Brasileira e deu conselhos ao amigo. "Não tem dinheiro que pague a felicidade de estar no Brasil e no Flamengo".

Confira a entrevista de Adriano:

Você ainda tem dois anos e meio de contrato com a Roma. Como é ter que sair do Brasil para se reapresentar?

Adriano: Um pedaço do meu coração fica no Brasil. Mas tenho que cumprir meus compromissos. Se pudesse eu não iria. É muito complicado deixar minha família, meus amigos aqui. E dessa vez estou indo sozinho. Meus filhos não vão comigo. Lógico que se eu pudesse ficaria perto deles, não viajaria só.

E quando você volta?

Adriano: Volto em junho. Pode anotar aí. Mesmo com um contrato de mais dois anos e meio. Sou profissional, estou viajando para me reapresentar, mas volto em junho.

Volta para onde?

Adriano: Para o Flamengo. Em junho, estou no Flamengo. Pode vir me esperar no aeroporto (risos). É muito triste deixar tudo aqui e ter que viajar. Já fiquei o tempo suficiente lá. Ninguém é de ferro. Serei ainda mais feliz quando voltar para o Brasil. E para o Flamengo.

Por que você adiou a volta para o seu clube na Itália três vezes?

Adriano: Tive um problema sério na família. Meu tio, irmão do meu pai, enfartou e está internado, muito mal. Sou muito ligado à família do meu pai, esse problema me deixou muito abalado. Passei o Ano-Novo com a minha mãe e muito chateado com isso. Esse foi o motivo para eu adiar a minha viagem. Estamos todos preocupados. Eu informei à Roma o problema que aconteceu. Acho que não haverá problemas lá.

O que você pensa sobre seu futuro na Roma?

Adriano: Espero viver uma nova etapa. Quero corresponder à atenção que eles me deram. Tenho contrato e espero fazer um bom papel. Mas só até junho, que fique bem claro.

Mas como é deixar família e amigos no calor do Brasil para ir para o frio da Europa?

Adriano: É muito difícil. Estar embarcando hoje (ontem) me deixa muito triste. Se você me perguntar se eu queria ficar, vou responder que é lógico que sim. E dessa vez meus filhos não estarão comigo. Meu filho me cobrava para saber como iria estudar na Itália. Não vou tirar eles daqui para passarem sufoco lá. Lógico que por mim eu sempre ficaria ao lado deles.

Você está indo embora justamente na hora em que o Ronaldinho chega para acertar com o Flamengo?

Adriano: É verdade (risos). Chega uma fase na nossa vida que o dinheiro não importa mais. O importante é ser feliz.

E como você é feliz?

Adriano: Sou feliz no Brasil, com meus amigos e minha família. Sair do calor do Rio para o frio europeu é "brabo" (risos). É difícil, mas pode separar a cerveja para junho que eu vou voltar, não vai ter erro.

E as notícias que sempre envolvem seu nome? Agora também tem o Ronaldinho?

Adriano: Fiquei sabendo das notícias, mas não me importo muito com isso tudo. Tenho minha vida, meus compromissos e vou com eles até o fim. Queria ficar no Brasil, o Ronaldinho quer ficar. Conversamos, mas e aí?! Independentemente do que aconteça, sempre busco a minha felicidade. É muito difícil ir embora. Gosto do calor do Brasil. Aqui eu sou feliz. Em junho estou de volta. (Nesse momento, Adriano teve que conter as lágrimas).

Fonte: Terra