Adriano declara: "Não tem saco de dinheiro que me faça trocar o carinho da torcida"

Imperador reaparece, confirma que fica no Flamengo em 2010 e deixa praia do Leme cercado por multidão

 Gilmar Rinaldi, Marcos Braz, Ronaldo Angelim... Todos confirmaram Adriano no Flamengo no primeiro semestre de 2010. Entretanto, faltava a palavra imperial. E no início da noite deste sábado, o jogador avisou aos súditos que fica.

A bordo do novo carro, que custou mais de R$ 280 mil, o camisa 10 chegou à praia do Leme com o filho Adrianinho no colo. Vestido com uma calça branca, foi direto ao mar. Parou, molhou a cria e refletiu. Ao fundo, os gritos de Imperador voltou. Mas bem que o verbo da música poderia ser mudado para “ficou”.

- Não tem saco de dinheiro que me faça trocar esse carinho – disse, enquanto explicava os motivos que o fizeram recusar milhões de euros de diversos clubes estrangeiros. A participação no jogo de fim de ano do clube Colorado, time de futebol de areia de Júnior Negão, foi discreta. Adriano pouco se movimentou, mas sofreu um pênalti e fez o gol do seu time na derrota por 2 a 1.

Isso era o menos importante. Novamente o mar foi o refúgio para se refrescar. Enquanto o sol sumia no horizonte, o mergulho limpou a alma. O trajeto até o carro foi atribulado. Dezenas de fãs o cercaram e o acompanharam os passos de perto os passos do atacante. Comemoração do título brasileiro É ótimo ser campeão, felicidade acima de qualquer outra. Ainda mais comemorar perto da família e dos amigos. Vibrei muito com o hexa! Por que ficou? (Adriano olha para o filho)

Com certeza foi pela minha família, meus filhos e meus amigos. Não tem saco de dinheiro que me faça trocar esse carinho pelo exterior. Aqui tenho todos eles para me apoiar. Recebo todo o carinho e sou feliz. Refúgio na Vila Cruzeiro Continuo indo à comunidade como sempre fiz e não vou deixar de ir. Meus amigos de verdade estão lá. Quando não estou na favela, continuo cercado de amigos em casa.

Fonte: GloboEsporte