Adriano: "ela ficou nervosa porque não cheguei na hora"

Nesta sexta-feira, após o treinamento na Gávea, finalmente Adriano resolveu se pronunciar após toda a confusão que gerou o seu afastamento

Nesta sexta-feira, após o treinamento na Gávea, finalmente Adriano resolveu se pronunciar após toda a confusão que gerou o seu afastamento da equipe do Flamengo. O atacante também comentou sobre a sua condição física.

"Disseram que eu estava oito quilos acima do peso. Estou com 101 quilos, e meu peso ideal é 99 quilos. Estou sendo sincero", afirmou.

Cotado para o clássico contra o Vasco, neste domingo, o atacante contou que seus problemas conjugais não influenciaram sua vontade de jogar. E disse: a repercussão sobre o episódio na Chatuba só foi tão grande porque era ele o personagem principal.

"O que aconteceu, aconteceu. Quem nunca brigou com a mulher? Acontece com todo mundo. Agora estou bem, estou feliz, não perdi minha alegria de jogar futebol. Toda essa repercussão é porque é o Adriano, se fosse outro jogador não seria assim", disse o craque.

Segundo o ele, o motivo da confusão na Favela da Chatuba, envolvendo até mesmo outros jogadores do time rubro-negro, foi mesmo por questões de ciúmes por parte de sua noiva, Joana Machado.

"Ela queria o meu bem, mas ela simplesmente não entendeu. Levei alguns jogadores para conhecer minha comunidade. Ela estava muito nervosa, desequilibrada, e depois discutiu um pouco com o Bruno. Ficou nervosa porque não cheguei em casa na hora que havia marcado. Vamos ver se da próxima vez eu chego em casa na hora certa. Mas chegaram a dizer que eu acorrentei ela lá, o que não aconteceu", explicou Adriano.

Sobre sua relação com as drogas, Adriano foi claro e objetivo, desmentindo alguns boatos que surgiram com seu recente afastamento.

"De repente, é porque sou da favela, fazem esse tipo de associação: Adriano foi para favela, na favela tem droga e ele é drogado. Nunca usei, nunca provei e já fiz vários exames que comprovam isso", afirmou o craque.

Adriano também falou sobre o risco que ronda sua convocação à Seleção Brasileira. Segundo ele, Dunga o conhece bem e, por isso, não há o que temer.

"O Dunga pergunta sempre como a gente está, pede para tomarmos cuidado. mas ele me conhece muito bem. Não tenho medo. Quem me conhece bem sabe que não tenho como fazer essas coisas que escrevem. Isso só me dá mais motivação", disse.

Fonte: Terra