Adriano Imperador confessa que dinheiro mexeu com sua cabeça e atrapalhou carreira

Adriano Imperador confessa que dinheiro mexeu com sua cabeça e atrapalhou carreira

O Imperador, que foi flagrado diversas vezes na noite enquanto jogou nos clubes brasileiros, disse que não vai parar de sair

O atacante Adriano, recém-contratado pelo Flamengo, admitiu que os altos salários que ganhou na Europa nos tempos de Inter de Milão mexeram com sua cabeça e que isso atrapalhou a sua carreira.

O jogador deixou o Flamengo ainda com 19 anos para jogar na Itália, onde defendeu também, além da Inter, Fiorentina, Parma e Roma, entre 2001 e 2011. Ele tentou recuperação no futebol brasileiro no São Paulo, em 2008, Flamengo, em 2009/10 e Corinthians em 2011/12, mas ficou mais marcado pelas confusões fora do gramado do que pelo bom rendimento.

?Dinheiro às vezes mexe com a cabeça, e mexeu comigo. Eu tinha sete carros na garagem, tinha Ferrari, Porsche, tinha necessidade, era difícil lidar quando larguei a Inter, ganhava sete milhões de euros por ano?, falou o atacante em entrevista à TV Globo.

O Imperador, que foi flagrado diversas vezes na noite enquanto jogou nos clubes brasileiros, disse que não vai parar de sair. ?Se tiver que ir em um pagode, vou, vou na comunidade tomar cerveja. Sou um ser humano como todos. Quem não vai pra noite, no pagode? Todos vão, mas aí [só falam de] Adriano, Ronaldinho?, falou.

Adriano foi dispensado do Corinthians por justa causa em função de o time paulista alegar que o jogador faltou a várias sessões de fisioterapia. ?Quando saí do Corinthians, me abalou bastante por todos os problemas. Mas depois o Ronaldinho saiu [do Flamengo] e ficou disponível a camisa 10. Achei que isso era destino de Deus?, falou.

Ele ainda disse que não pretende utilizar a ajuda de psicólogos. ?Hoje eu não preciso, e se eu precisar, vou falar. Tenho idade o bastante para saber isso.?

Com um contrato de risco baseado em sua produtividade nos próximos meses, Adriano terá vencimentos bem modestos para um Imperador no Flamengo. Além do bônus de aproximadamente R$ 75 mil por partida disputada, o atacante terá um salário fixo mensal de R$ 50 mil em seu novo vínculo com o rubro-negro.

Cercado de desconfianças e questionamentos em relação ao seu real estado físico, o jogador aceitou um valor bem abaixo do mercado após as duas cirurgias consecutivas no tendão calcâneo do pé esquerdo. O valor representa aproximadamente 11% do salário que recebia em 2009, quando foi campeão brasileiro pelo clube - cerca de R$ 400 mil.

Fonte: UOL