Afastado dos gramados por lesão, jogador finge ser milionário, gasta fortuna e acaba preso

A vida transgressora de Abalimba começou quando o atleta percebeu que não conseguiria retornar aos gramados.

O ex-jogador Medi Abalimba foi condenado a quatro anos de prisão por ter forjado um estilo de vida que não era compatível com os seus ganhos. Aproveitando a semelhança com o atacante Gael Kakuta, hoje no Rayo Vallecano, da Espanha, ele financiou uma vida de luxo com carros e estadas em hotéis cinco estrelas. Foi preso em Manchester na semana passada. As informações são do jornal inglês "Daily Mail".

De acordo com a publicação, Abalimba, de 24 anos, tinha uma carreira promissora pela frente. O jogador, nascido no Congo, atuava no Fulham e foi negociado com o Derby County com salários em torno de R$ 70 mil mensais. Porém, em 2011, uma séria lesão no joelho o afastou dos gramados, abreviando o sonho de tornar-se uma estrela da Premier League.

A vida transgressora de Abalimba começou quando o atleta percebeu que não conseguiria retornar aos gramados. Frequentador de clubes luxuosos na Inglaterra, segundo o "Daily Mail, o ex-jogador passou a arrombar armários dos sócios para furtar pertences e obter senhas de cartões de crédito. Com tais dados em mãos, Abalimba conseguiu financiar sua vida de luxo.

A polícia ainda não sabe os valores gastos pelo ex-jogador, mas, segundo a imprensa inglesa, os números passam dos R$ 700 mil. Antes de chegar aos estabelecimentos, Abalimba se passava pelo empresário de Kakuta. Ao chegar aos hotéis, ele dizia ser o jogador, mas afirmava que havia esquecido os documentos no carro. E se hospedava sem ser incomodado. Até ser desmascarado na semana passada.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Globo Esporte