Agente russo sai em defesa de Hulk: "Não foi encontrado no lixo"

Agente russo sai em defesa de Hulk: "Não foi encontrado no lixo"

Segundo jornal, Denisov teria se recusado a pedir desculpas ao brasileiro

A situação de Hulk no Zenit vem causando grande repercussão ao redor do mundo da bola nos últimos dias. O brasileiro estaria sofrendo um boicote por parte de seus próprios companheiros de clube, supostamente insatisfeitos com as altas cifras recebidas pelo brasileiro (que, segundo estimativas, ganha cerca de R$ 17 milhões por ano). Alexei Safronov, um conhecido empresário ligado ao esporte russo, saiu em defesa do brasileiro nesta quarta-feira.

- Me sinto incomodado com a situação do Hulk. Qual é a culpa dele? Ele entra em campo e faz o seu trabalho. Ele, com os seus companheiros, venceu pelo Porto e joga na seleção brasileira. Não foi encontrado em uma lixeira - declarou Safronov, ao site ?Sport den za den?.

Dentro das quatro linhas, nesta terça, Hulk ajudou o time de São Petersburgo a avançar na Copa da Rússia. Com um gol do paraibano, o Zenit derrotou o Baltika, por 2 a 1, em duelo válido pela quinta fase do torneio. Na comemoração, o atacante, que conquistou a primeira vitória com a camisa do clube, foi cumprimentado por vários companheiros de equipe.

Imprensa: Denisov não pede desculpas e pode sair

Antes mesmo de o caso ter vindo a público, o russo Igor Denisov já havia protestado contra o brasileiro e, segundo a imprensa local, foi quem deu início ao boicote. Os dirigentes esperam um pedido formal de desculpas do jogador, que não aceitou se retratar com o ex-atacante do Porto, informou nesta quarta-feira o diário ?Sovietskii Sport?.

A situação criada pode culminar, inclusive, com a saída de Denisov. O site inglês ?talkSPORT? informou, também nesta quarta, que grandes clubes da Premier League estariam de olho no jogador da seleção russa de 28 anos para a próxima janela de transferências.

Fonte: Globo Esporte