Al Hilal diz que Thiago Neves terá de voltar à Arábia imediatamente

Árabes alegam que o Flamengo não cumpriu com o acordo


Al Hilal diz que Thiago Neves terá de voltar à Arábia
O Al Hilal anunciou nesta terça-feira, via site oficial, que espera Thiago Neves na Arábia Saudita no dia 1º de janeiro de 2012. Na nota publicada, os árabes afirmam que o Flamengo não cumpriu o acordo firmado há um ano, quando o Rubro-Negro contratou o meia por empréstimo e adquiriu 10% dos direitos econômicos. Desta forma, o meia terá de se reapresentar. Mas seu empresário garante que isso não irá ocorrer.

O texto do Al Hilal diz ainda que, a pedido de Thiago, o clube trabalha para conseguir outra equipe para o jogador no Brasil, já que o camisa 7 demonstrou por mais de uma vez o desejo de ficar no país. Fluminense e São Paulo seriam possíveis interessados.

Em maio deste ano, o Flamengo decidiu exercer o direito de compra e se comprometeu a pagar R$ 18 milhões por 90% dos direitos econômicos do jogador. O clube acenou com a possibilidade de quitar o valor em duas parcelas. Na hora de confirmar o acerto, neste fim de temporada, mudou de ideia e sugeriu o pagamento em dois anos e meio. O Al Hilal recusou. Os árabes queriam receber o dinheiro o mais rápido possível.

Nesta segunda-feira, o empresário do meia, Léo Rabello, disse que Thiago assinou um pré-contrato de quatro anos com o Flamengo no sábado e que, no Brasil, ele só jogaria no Rubro-Negro. Segundo o agente, o empresário boliviano Daniel González, que tem ligação com o Al Hilal, entrou no caso e disse aos árabes que poderia conseguir uma valor superior por Thiago, cerca de R$ 24 milhões, em outro clube.

Apesar do anúncio do Al Hilal sobre o retorno do atleta, Léo Rabello assegura que ele não irá sair do Brasil.

- O clube anunciou, mas ele não vai voltar. Estamos tentando negociar. Não estamos dando bola para isso. Não estamos negociando com quem representa o Al Hilal no Brasil. Estamos procurando a cúpula do clube. É uma pressão deles, deixa eles pressionarem. Tenho esperança de que vamos resolver. Já tive mais certeza (da permanência no Fla), mas no momento certo as coisas vão se ajustar. Como o prazo passou (quinta-feira passada), eles querem mais dinheiro. Eles dizem que conseguem ? 10 milhões (cerca de R$ 24 milhões), mas, para mim, ninguém ofereceu isso.

Léo Rabello confirmou que há outros brasileiros interessados.

- O São Paulo me ligou, eu disse que não podia negociar. O Fluminense tem interesse, mas disse que só se movimentaria se não houvesse acordo com o Flamengo, foi ético. Por enquanto, confirmo o que eu disse: no Brasil, só joga no Flamengo.

Informado sobre a posição do Al Hilal, o vice de finanças Michel Levy disse que ainda não há como tratar a negociação como encerrada.

- Não recebi nenhuma notícia do Léo Rabello sobre isso. Eu não falo com ninguém do Al Hilal. É o Léo quem sempre diz que o Thiago vai interceder, que vai dizer que quer ficar no Brasil e no Flamengo. É nisso que apostamos, na vontade do jogador. Só discordo da forma como o Al Hilal se pronunciou. O Flamengo não deixou de cumprir com o combinado. Fizemos uma proposta de pagamento de um ano e meio. Se eles não consideraram válida, é outra coisa. Foi a última oferta do Flamengo. Vale lembrar que o Flamengo tem participação, tem os direitos. O clube vai vender o jogador para quem? Quanto o Flamengo vai receber? Tem muita coisa para acontecer. Não vou entrar nessa polêmica com os árabes. Sempre tratei com o Léo Rabello.

Fonte: Globo