Alonso admite que ajuda de Massa é importante

Massa terá que ajudar o companheiro Alonso

Fernando Alonso, da Ferrari, já tem a estratégia traçada para a corrida no misterioso circuito de Yeongam, na Coreia do Sul: atacar e contar com a ajuda de Felipe Massa para conseguir a vitória.

"Na Coreia devemos sair para o ataque, porque devemos diminuir a distância para Webber. Aumentar a diferença deixaria a situação mais complicada. Para mim será importante contar com Felipe. Sei que ele quer sair dos últimos resultados e tem capacidade para voltar ao pódio. Temos que trabalhar juntos para descobrir os segredos da nova pista", escreveu em seu blog no site da Ferrari.

Para o espanhol, o traçado de Yeongam possui certas similaridades à pista de Abu Dhabi, última etapa da temporada, e se adapta ao F10. Em segundo lugar na classificação geral, ao lado do alemão Sebastian Vettel com 206 pontos, o espanhol tem 14 a menos que o líder do Mundial, o australiano Mark Webber, da Red Bull, restando três etapas para o fim do campeonato.

"Trabalhamos alguns dias no simulador com a pista. Os primeiros dois setores são muito rápidos, com grandes retas, enquanto o último lembra a última parte do circuito de Abu Dhabi. O asfalto é largo, o que permite ultrapassagens", analisou.

Alonso preferiu se manter cauteloso e não quis descartar nenhum dos cinco primeiros pilotos da briga pelo título, mesmo que a dupla da McLaren tenha se distanciado após a prova no Japão.

"A batalha pelo título continua aberta para os cinco pilotos. Muitas vezes neste ano vimos pilotos voltarem a disputa quando parecia que já estavam fora e isso pode voltar a ocorrer facilmente. O único que ainda pode suportar um final de semana ruim é Webber", finalizou.

Fonte: Terra, www.terra.com.br