Andrade pode cair nesta sexta-feira no Flamengo

Mudanças no futebol do clube podem custar o cargo do vice-presidente Marcos Braz

A presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, pode fazer mudanças drásticas no futebol no clube na sexta-feira (23), após a definição se o time vai ou não disputar as oitavas de final da Copa Libertadores.

Muito se fala sobre a demissão do técnico Andrade. Mas ela não é tão certa quanto se espera. Isso porque quem pode cair é o vice-presidente de futebol Marcos Braz, que tem sido muito criticado pelos torcedores.

Certo é que Braz e Andrade não têm mais clima para trabalharem juntos. No episódio de renovação de contrato do treinador, os dois já mostraram desentendimento. Enquanto o dirigente achava a pedida de Andrade alta, o técnico só queria negociar com Patrícia Amorim, que entrou no circuito e bancou a permanência do comando.

Depois disso, Braz se desentendeu com o meia Petkovic e afastou o sérvio por indisciplina. Mesmo quando o jogador foi reintegrado ao grupo, o clima era ruim e após a derrota de 2 a 0 para a Universidad Católica, quando Petkovic e o goleiro Bruno se desentenderam, o dirigente passou a cobrar Andrade para afastar o sérvio. O treinador decidiu não tomar essa atitude.

As divergências entre os dois podem forçar Patrícia Amorim a tomar uma decisão. Contra o treinador pesa o fato de ele ter perdido a autoridade em relação ao elenco. Isso porque logo após a conquista do título brasileiro um grupo de jogadores assumiu o comando de decisões importantes, como horário e dias de treinamentos. Andrade, porém, se mostra tranquilo sobre uma possível demissão.

- Não vejo motivos para isso [demissão], mas essa pergunta não tem que ser feita para mim. Estou consciente do que tenho feito, acho que tem sido um bom trabalho. Quando decidi ser técnico, sabia que ia enfrentar essa pressão. Estou no futebol há mais de trinta anos e sei como tudo funciona.

Contra Braz pesa o fato de ele tomar medidas que desagradam Patrícia Amorim, como o privilégio dado a alguns jogadores, como o atacante Adriano. Além disso, as vaias da torcida ao dirigente após o jogo contra o Caracas impressionaram a presidente. Já Braz, quando abordado sobre o assunto, na saída do Maracanã, disse confiar nas palavras de Patrícia, que sempre bancou a sua permanência, mesmo quando o ídolo Zico estava cotado para assumir a função no departamento de futebol.

Caso a demissão de Andrade seja tomada por Patrícia o nome mais cotado para assumir o Flamengo é o de Celso Roth, que é amigo pessoal de Braz. Muricy Ramalho, em negociação com o Fluminense, também interessa

Fonte: r7