Andres reforça coro de apoio a Mano Menezes na Seleção

"Infelizmente, até a Copa do Mundo, a cada jogo que perder vai ter esse questionamento", disse.

O diretor de seleções da CBF, Andres Sanchez, reforçou nesta segunda-feira o apoio ao técnico Mano Menezes. "Tem que continuar o trabalho, vamos insistir com ele, o grupo está se formando", declarou Andres, no hotel em que a seleção está hospedada, em Estocolmo. Na quarta-feira, o Brasil disputa amistoso com a Suécia.


Andres reforça coro de apoio a Mano Menezes na Seleção

"Infelizmente, até a Copa do Mundo, a cada jogo que perder vai ter esse questionamento. Mas ele não é o culpado, assim como não seria o salvador se o Brasil tivesse ganhado a medalha de ouro", afirmou Andres. "Sabemos que fizemos um péssimo jogo na final, mas os jogadores têm culpa, a direção da CBF, têm culpa, todos somos responsáveis"

O presidente da CBF, José Maria Marin, voltou a afirmar seu respaldo ao treinador. "Estamos no caminho certo, a responsabilidade é toda nossa. Não temos porque fazer mudanças agora", disse o cartola.

Enquanto isso, o vice-presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, manteve-se em cima do muro. "Existe o presidente que fala com vocês [jornalistas], tem o diretor de seleções, então eu, como respeito muito a hierarquia, deixo para eles falarem", declarou Del Nero, braço direito de Marin.

Questionado pela Folha se tinha influência sobre assuntos de seleção, Del Nero respondeu:

"Quando chamado, eu opino. Eu não fui chamado ainda, não sei se vou ser. Se for chamado, eu vou pesar o que vou falar. Não tenho posição, estou definindo ainda. Quando estiver definida eu conto para você, quando tiver informação eu passo para você".

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br