Andrés Sanches revela que Timão negocia intercâmbio com chineses

Andrés Sanches revela que Timão negocia intercâmbio com chineses

O alvo da diretoria agora é a China, segunda maior economia do planeta, atrás apenas dos Estados Unidos

Depois de ganhar as manchetes na Europa com a tentativa de contratar o argentino Carlitos Tevez, do Manchester City-ING, o Corinthians muda o foco em busca de popularidade. O alvo da diretoria agora é a China, segunda maior economia do planeta, atrás apenas dos Estados Unidos. O clube busca acordos para realizar um intercâmbio entre jogadores brasileiros e chineses com a intenção de ganhar visibilidade e, claro, obter receitas com o crescimento de sua marca no país mais populoso do mundo.

Recentemente, o diretor de marketing do Timão, Luis Paulo Rosenberg, contou que o clube conversa para contratar um jogador chinês. O presidente Andrés Sanches, porém, sonha mais alto e revela que, além de receber atletas, também pode enviar alguns outros para atuarem na Ásia, aproveitando o aumento da popularidade do futebol na região.

Estamos estudando um intercâmbio com a base e alguns jogadores para treinarem no profissional. O futebol chinês é o que vai crescer mais nos próximos dez anos. É o futuro que estamos vendo ? afirmou Sanches.

Com o crescimento do mercado local, o Corinthians descarta buscar jogadores de destaque ou que atuem na seleção da China. A intenção é criar um vínculo com algum clube local para a troca de atletas. O Timão receberá os jogadores, e os que se destacarem poderão até ser incorporados ao elenco principal, o que, na visão dos dirigentes corintianos, geraria enorme repercussão no Oriente.

Para ganhar espaço do outro lado do planeta, o Corinthians conta com a ajuda de sua fornecedora de material esportivo. O clube quer levar para a China uma estratégia de expansão semelhante às de Barcelona e Manchester United, por exemplo, outros dois clubes patrocinados pela mesma empresa. Ambos conseguem criar novas receitas com a comercialização de produtos e a realização de amistosos.

A jogada alvinegra pode precisar de alguns meses para ser colocada em prática pelo fato de a janela de transfência ter se fechado no último dia 20 de julho. Uma alternativa para isso seria a contratação de Bing Chang Bao, atacante chinês de 22 anos, atualmente no Búzios, clube da Terceira Divisão do Rio de Janeiro. O atleta, porém, mora desde os 16 anos no Brasil e tem pouca ligação com seu país de origem.

A China vem investindo pesado para se tornar uma potência do futebol asiático na disputa contra Japão e Coreia do Sul. No mês passado, o Guangzhou Evergrande contratou o argentino Darío Conca, do Fluminense, para receber o terceiro maior salário do planeta (mais de R$ 23 milhões anuais), perdendo apenas para as estrelas Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, e Lionel Messi, do Barcelona.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com