Apesar das lesões, Cigano recebe só 45 dias de suspensão médica

Dos 24 lutadores que atuaram no UFC 155, no dia 29 de dezembro, 15 terão de ficar sem treinar por pelo menos um mês

O rosto inchado e as primeiras informações de uma fratura no maxilar (que não se confirmou) geraram uma expectativa de que Junior Cigano poderia ficar um bom tempo sem lutar, mas o brasileiro recebeu uma suspensão médica branda da Comissão Atlética de Nevada. O ex-campeão peso-pesado vai ficar apenas 45 dias suspenso, apenas 15 a mais do que a mínima, que é de um mês.


Apesar das lesões, Cigano recebe só 45 dias de suspensão médica

Protagonista ao lado de Jim Miller da luta mais sangrenta da noite, Joe Lauzon, o derrotado e mais machucado do combate, ficou com uma suspensão apenas um pouco maior que a de Cigano: dois meses sem lutar e sem poder treinar (com contato) até 29 de janeiro.

Dos 24 atletas que lutaram no último sábado, 15 receberam algum tipo de suspensão. Os casos que exigem mais cuidado são os dos pesos-médios Alan Belcher e Tim Boetsch. Ambos podem ficar até seis meses sem atuar caso não sejam liberados por um médico.

Fonte: Sportv