Inter de Milão vence Bayern de Munique por 2 a 0 e é campeão da Liga

Inter de Milão vence Bayern de Munique por 2 a 0 e é campeão da Liga

Com dois gols do argentino, time de José Mourinho faz 2 a 0 sobre o Bayern de Munique

Com dois gols do atacante argentino Diego Milito, o Inter de Milão venceu o o Bayern de Munique por 2 a 0, neste sábado, no Santiago Bernabéu, e conquistou a Liga dos Campeões da Europa após 45 anos. Foi o terceiro título da equipe italiana que, de quebra, conquistou a tríplice coroa (Campeonato Italiano, Copa da Itália e Liga dos Campeões). A equipe italiana foi bicampeã nas temporadas 1963/64; 1964/65, em finais contra Real Madrid e Benfica. Também foi o segundo título da Liga conquistado por José Mourinho, o primeiro, em 2004, foi pelo Porto. Com o título, o futebol italiano igualou o espanhol em número de conquistas da Liga: 12.

A partida começou com muito equilíbrio, com ambas as equipes se estudando. Aos poucos, o Bayern de Munique resolveu se arriscar mais no ataque e essa nova postura aproximou a equipe alemã do gol de Julio César. As melhores investidas vieram dos pés de Robben. Aos oito minutos, o atacante holandês driblou dois adversário pela ponta direita, entrou na área e cruzou e, Olic, pressionado, concluiu.

Apenas quatro minutos depois, o time alemão conseguiu outra boa jogada. Altintop recebeu um passe na entrada da área, se livrou da marcação e bateu com perigo. Acuado, o Inter de Milão se viu obrigado a buscar o ataque também. Porém, não houve sucesso nas tentativas pelo toque de bola. Só foi possível levar perigo ao gol de Butt com os chutes de longa distância. Em um deles, aos 17 minutos, Sneijder cobrou uma falta da intermediária, a bola desviou em um zagueiro e quase traiu o goleiro alemão, que fez a defesa. No lance seguinte, após um escanteio, em uma disputa na grande área, a bola bateu no braço do lateral Maicon, mas o árbitro não viu irregularidade no lance.

Apesar de o Bayern ter mais posse de bola, o Inter de Milão foi mais eficiente. E o resultado disso foi a abertura do placar no Santiago Bernabéu, aos 34 minutos. O goleiro Julio César repôs a bola, que foi parar no campo de ataque, Milito escorou de cabeça para Sneijder e recebeu de volta com açúcar, o atacante argentino, mais rápido que os zagueiros, invadiu a área e bateu com categoria na saída de Butt.



A partir do gol, o cenário do confronto mudou. O time italiano ganhou moral e passou a dominar o rival. E, aos 42, quase saiu o segundo gol do Inter. Milito encontrou Snjeider na área que, livre de marcação, bateu em cima de Butt. Assustados, os alemães recuaram, para tentar reorganizar a equipe para uma reação. Porém, com pouco tempo para algo de útil, os primeiros 45 minutos terminaram com a vitória parcial do Inter.

Na etapa final, foram precisos 33 segundos para o Bayern provar que estava no jogo. Müller acertou um chute venenoso e Julio César fez ótima defesa. Mas o time italiano não se assustou com o ímpeto ofensivo dos alemães. Aos dois minutos, Butt segurou firme um chute de Sneijder. Após os dez minutos, o jogo esfriou um pouco e as equipes passaram a lutar pela posse de bola no meio de campo.

Mas os alemães voltaram ao ataque de forma contundente. Foi ai que brilhou a estrela e competência do goleiro Julio César. em pelo menos três oportunidades, todas em conclusões de Robben, o jogador brasileiro foi perfeito e evitou o pior para o Internazionale.

E quando estava sendo pressionado, brilhou a estrela de outro jogador: Diego Milito. Aos 25 minutos, O atacante argentino recebeu uma bola no ataque, deu um drible desconcertante em Van Buyten, entrou na área e bateu colocado no canto esquerdo de Butt. O gol deu um banho de água fria no Bayern de Munique, que entregou os pontos.

Com a enorme vantagem conquistada, o time italiano usou toda a sua experiência para fazer o tempo passar. O técnico José Mourinho ainda tirou Milito no fim, para que ele pudesse receber as homenagens como o herói do título do Inter de Milão.

Fonte: Globo Esporte