Após abandono, Rubinho dispara: "não temos carro durável"

Após abandono, Rubinho dispara: "não temos carro durável"

O brasileiro viveu uma prova tumultudada na manhã deste domingo

Com duas etapas do Mundial já disputadas, o brasileiro Rubens Barrichello ainda tenta cruzar a linha de chegada pela primeira vez. Ele começou a temporada com um abandono do Grande Prêmio da Austrália e teve o mesmo destino na Malásia, na manhã deste domingo. Depcionado, o piloto da Williams lamentou.

"Decepção é uma palavra triste, mas depois de duas provas, talvez ela seja a palavra certa. Eu esperava um começo de ano diferente e mais forte, acho que tem um potencial para descobrir nesse carro ainda, ele é melhor que o do ano passado. Mas foram duas provas horríveis", afirmou Barrichello em entrevista à Rede Globo.

O brasileiro viveu uma prova tumultudada na manhã deste domingo. Ele manteve sua 15ª posição na largada, mas precisou visitar os boxes logo na quarta volta após sofrer um toque. Assim, caiu para o último lugar. Na 25ª das 56 voltas previstas, foi obrigado a abandonar a prova.

"Estávamos com falta de velocidade na reta. Além disso, tem outras coisas. Quando você larga em 15º, no meio de um povo que guia de forma mais agressiva, tem um toque ali, um toque lá. O carro ainda não é durável para terminar a prova. As marchas pararam de funcionar e entrei no box", lamentou.

O Grande Prêmio da Malásia foi vencido pelo alemão Sebastian Vettel, da Red Bull. Como também triunfou na Austrália, ele lidera o Mundial com 50 pontos ganhos. O inglês Jenson Button, da McLaren, e o alemão Nick Heidfeld, da Renault, completaram o pódio na manhã deste domingo.

Fonte: Terra, www.terra.com.br