Após derrota, atacante do Tiradentes-PI se revolta com árbitro

As meninas perderam por 5x0 em um jogo com três pênaltis.

Atual campeão mundial de futebol feminino, o São José vai buscar o troféu que falta em sua estante. As joseenses golearam o Tiradentes-PI por 5 a 0 nesta quarta-feira, 18, no estádio Martins Pereira, em São José dos Campos, no Vale do Paraíba, e garantiram vaga na final do Campeonato Brasileiro 2015. O time repete o feito de 2013, quando também chegou à decisão e foi vice-campeão. O adversário da decisão, que já começa neste fim de semana, será o Rio Preto. Os gols das Meninas da Águia do Vale foram marcados por: Rita Bove (pênalti), Djeni Becker (duas vezes de pênalti), Chú e Michelle Carioca.

Mandante, o São José comandou as ações no ataque nos primeiros minutos de jogo. A Águia criava as melhores chances. Aos 20 minutos o árbitro marcou pênalti após toque de mão da defesa do Tiradentes. Rita Bove foi para a cobrança e abriu o placar para as joseenses. O gol equilibrou a partida e as piauienses passaram a atacar com mais frequência.

Image title

O São José voltou para o segundo tempo disposto a resolver a partida. Djeni, de pênalti, aos oito minutos, ampliou. As Tigresas reclamaram muito da marcação do pênalti. O técnico Toinho chegou a ser expulso por reclamar com o juiz. E, aos 18, novo pênalti marcado para o São José. De novo, a camisa 5 Djenifer foi lá e marcou. No final, além de mais gols, a atacante Iara, do Tiradentes, arrancou o apito do árbitro após levar o segundo amarelo.

Em uma partida com três pênaltis a atuação do árbitro, para as tigresas, ficou aquém do futebol.

Ainda no segundo tempo, Iara tentou dominar a jogada da lateral Camila, mas a bola tocou em seu. Vendo tudo de longe, o árbitro parou o jogo e deu um cartão amarelo para a jogadora. Irritada com a atitude a atacante bateu palmas e recebeu o segundo amarelo, sendo expulsa em seguida. Revoltada, Iara arrancou o apito da boca do árbitro em sinal de protesto e, segundo o juiz relatou na súmula, acabou xingando a arbitragem ao sair de campo. “Por, após ser advertida, ter de forma sarcástica aplaudido a decisão do árbitro. Em seguida a expulsão, a mesma puxou o apito que estava na boca do árbitro e disse: "Seu filho da p…”, descreveu o árbitro.

Image title


Fonte: Com informações do Globo Esporte