Após apresentar problemas com roletas de acesso, Maracanã pode voltar a ter jogos

Após apresentar problemas com roletas de acesso, Maracanã pode voltar a ter jogos

Termo de ajustamento de conduta deve ser feito na segunda-feira. Estádio voltaria a receber jogos do Campeonato Carioca na 7ª rodada

O impasse entre a BWA e a Secretaria Estadual de Turismo, Esporte e Lazer do Rio de Janeiro parece temporariamente resolvido. O acordo surgiu em uma reunião nesta sexta-feira, que teve a participação do presidente da Ferj, Rubens Lopes, e representantes de Flamengo, Fluminense e Vasco - clubes que têm contrato com a empresa responsável pela emissão e venda de ingressos, além do controle de acesso ao Maracanã. No encontro, que também contou com a presença do presidente da BWA, Bruno Balsimelli, ficou acertada a assinatura de um termo de ajustamento de conduta (TAC) com o Ministério Público, em que a empresa se comprometerá a atender as exigências feitas pela Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer no início do ano. Com isso, o Maracanã seria liberado novamente para os jogos do Campeonato Carioca, da Copa do Brasil e da Taça Libertadores. Mas a secretária estadual de turismo, esporte e lazer, Márcia Lins, só vai autorizar a utilização do Maracanã após a assinatura do compromisso. Com isso, os jogos do Campeonato Carioca voltariam para o estádio a partir da 7ª rodada da Taça Rio. Na próxima segunda-feira, representantes da BWA, do Flamengo, do Fluminense e do Vasco vão ao Ministério Público para assinar o termo de ajustamento de conduta. Se a empresa não cumprir os itens do TAC, o contrato pode até ser rompido. Caso o compromisso não seja assinado pela BWA na segunda-feira, o clássico entre Fluminense x Vasco, marcado para o dia 28 de março, será realizado no Engenhão. Entenda o caso Após os incidentes com as roletas do Maracanã no clássico entre Flamengo e Vasco, no último domingo, a secretária estadual de Turismo, Esporte e Lazer, Márcia Lins, notificou a Ferj e deu um prazo de três dias para que fossem "tomadas as devidas providências para evitar que os constantes problemas de acesso no estádio voltem a ocorrer”. Do total de 103 roletas do Maracanã, somente 15 funcionaram no "Clássico dos Milhões", o que gerou um grande tumulto na entrada de torcedores. Foram 30.214 pagantes de um total de 37.104 presentes ao estádio. Na rampa da Uerj, por onde entravam os torcedores cruzmaltinos, das 51 roletas somente cinco eram utilizadas. E na rampa do Bellini, local de acesso dos torcedores rubro-negros, de um total de 52 roletas, 42 estavam quebradas e somente dez funcionaram. Se o clássico, que não acontecia desde março de 2009, exatamente pelo Campeonato Carioca, tivesse recebido um número maior torcedores, a situação teria sido ainda mais caótica e dramática. O temporal que caiu no Rio no dia do clássico afastou parte do público esperado. Devido ao impasse com a BWA, a Federação do Rio foi obrigada a remarcar três jogos que estavam programados para o Maracanã. Olaria x Vasco, no próximo sábado, e Fluminense x Resende, domingo, serão realizados no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Já o Flamengo x Tigres de quarta-feira (dia 24) será no Engenhão. A FERJ notificou a CBF informando o problema e solicitando que as partidas válidas pela Copa do Brasil e pela Taça Libertadores da América sejam retiradas do Maracanã até que os clubes tragam soluções para os constantes problemas causados pela BWA.

Fonte: g1, www.g1.com.br