Após Jadson, São Paulo negocia e mira o atacante Nilmar

Vice-presidente do time espanhol está na capital paulista para discutir a venda do atacante


Após Jadson, São Paulo negocia e mira o atacante Nilmar
O São Paulo iniciará o Campeonato Paulista no próximo domingo com Luis Fabiano e Fernandinho formando a dupla de ataque diante do Botafogo de Ribeirão Preto, no estádio do Morumbi. No entanto, a diretoria trabalha forte para trazer um novo parceiro para o Fabuloso. Se as negociações que estão sendo tratadas em absoluto sigilo derem certo, o Tricolor terá uma dupla de ataque formada por dois jogadores que disputaram a Copa do Mundo da África do Sul, já que Nilmar chegaria para ser o novo atacante.

As conversas, que começaram em novembro do ano passado, esfriaram na virada do ano e agora voltaram a ganhar força. Inclusive, o vice-presidente do Villarreal, Jose Manuel Llaneza está na capital paulista para conversar com a diretoria tricolor.

Os espanhóis estiveram perto de negociar Nilmar com o Roma neste início de ano, mas não houve acordo entre as partes. O Villarreal, que estipula o passe de Nilmar em ? 20 milhões (R$ 48 milhões), já disse ao São Paulo o que quer para liberar o seu principal atacante: ? 8 milhões (R$ 19,2 milhões) e mais o passe do volante Wellington, que é considerado muito promissor pelos espanhóis.

O Tricolor, a princípio, não quer se desfazer do camisa 5 e, em troca ofereceu Casemiro, que tem o passe estimado em ? 10 milhões (R$ 24 milhões), o que diminuiria o valor a ser pago em dinheiro. Outro fator que complica a cessão de Wellington é que o clube do Morumbi não tem a totalidade dos direitos econômicos do atleta e sim, 70%. O Atlético de Madri (ESP), quando negociou Cleber Santana com o São Paulo, no início de 2010, recebeu 25% como uma espécie de "garantia" para o caso do Tricolor não pagar pelo volante, o que não aconteceu. Como o valor foi pago, a equipe do Morumbi recuperou a porcentagem. Já o Shakhtar Donestk (UCR), na venda de Jadson, recebeu 30%.

Nilmar deixou o futebol brasileiro em 2009, quando deixou o Internacional para atuar no futebol espanhol. No Villarreal, no entanto, além de não conseguir mostrar o seu melhor, sofreu com algumas lesões que o deixaram fora dos campos por longo tempo. No futebol paulista, ele atuou em 2005 pelo Corinthians e foi campeão brasileiro daquele ano.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com