UFC tem Vitor Belfort em busca de cinturão contra Jon Jones

UFC tem Vitor Belfort em busca de cinturão contra Jon Jones

Campeão dos pesos-meio-pesados busca redenção após ser pivô do cancelamento do UFC 151 no início do mês e virar alvo de vaias dos fãs

Após 42 dias sem um evento, o UFC enfim está de volta. O americano Jon Jones, centro de grande controvérsia que causou o longo hiato de lutas, busca redenção ao defender seu cinturão dos pesos-meio-pesados contra o brasileiro Vitor Belfort, azarão no combate, neste sábado em Toronto, Canadá. O UFC 152 terá ainda outras 11 lutas, incluindo a disputa pelo primeiro título peso-mosca da história do Ultimate, e mais dois brasileiros em ação no card preliminar: o peso-pena Charles "Do Bronx" Oliveira e o peso-meio-pesado Vinny Magalhães.

Num ano em que o Ultimate já realizou 21 torneios e tem ainda mais nove marcados até o final do ano, o longo espaço de tempo entre o UFC 150, em 11 de agosto, e este UFC 152 foi incomum. Deveria haver um UFC 151 há três semanas, em 1º de setembro, com uma luta entre Jon Jones e Dan Henderson como destaque. Todavia, "Hendo" anunciou, com apenas 10 dias de antecedência, uma lesão no joelho direito que o tirou do combate. Dois dias depois, Dana White, presidente do evento, parecia ter um substituto, mas Jones se recusou a enfrentar Chael Sonnen, recém-saído de uma derrota para Anderson Silva na categoria de baixo, alegando pouco tempo para se preparar para o novo adversário. Sem lutas capazes de vender os pacotes de pay per view, White decidiu cancelar o evento inteiro e transferir o campeão dos meio-pesados para o UFC 152 - antes, porém, disparou contra Jones e seu técnico, Greg Jackson, e jogou a culpa pelo cancelamento em suas costas.

Como resultado, o público se virou contra Jon Jones. Na pesagem de sexta-feira, o campeão foi vaiado desde o momento em que subiu ao palco. Apesar de ser considerado amplamente favorito contra Vitor Belfort, que se ofereceu a lutar quando seus compatriotas Lyoto Machida e Maurício Shogun pediram mais tempo de treino, o americano vai lutar para dar um show e recuperar um pouco de sua popularidade com os fãs. Caso vença, será sua quinta vitória seguida sobre um ex-campeão da categoria, e ele estará a um combate de igualar o recorde de defesas de cinturão consecutivas da divisão, cinco, pertencente a Tito Ortiz.

Belfort, por sua vez, deve ter apoio total dos torcedores no Air Canada Centre. O carioca não luta entre os meio-pesados desde 2007, quando passou aos pesos-médios, e estava escalado para encarar Alan Belcher no UFC Rio III antes de topar voltar à categoria na qual foi campeão em 2004. O "Fenômeno" se mostrou contente com a oportunidade durante toda a semana e fez questão de dizer que era um "lutador de verdade", que não fugia de lutas por falta de tempo de treino. Se vencer, além de chocar o mundo, Belfort dará ao Brasil a hegemonia no UFC, com cinco cinturões - atualmente, o país tem quatro, um deles interino, mesmo total dos Estados Unidos.

Primeiro campeão peso-mosca será coroado

Antes disso, porém, um americano se sagrará o primeiro campeão da categoria peso-mosca no Ultimate. A divisão mais leve da companhia foi criada neste ano, com um mini-torneio de quatro lutadores. Dois lutadores dos EUA avançaram à final: Joseph Benavidez, que bateu o japonês Yasuhiro Urushitani, e Demetrious Johnson, que passou por Ian McCall. Ambos já disputaram o título dos pesos-galos, mas foram derrotados por Dominick Cruz.

Para os brasileiros, as emoções começam na última luta do card preliminar, com o retorno de Vinny Magalhães ao UFC. Finalista da oitava temporada do reality show "The Ultimate Fighter", o brasileiro encara Igor Pokrajac pelos pesos-meio-pesados. Logo depois, na primeira luta do card principal, Charles Do Bronx tenta sua terceira vitória seguida, contra Cub Swanson. O paulista não bateu o limite de tolerância da categoria pena após três tentativas e, por isso, o combate será disputado no peso combinado de 66,3kg.

Confira o card completo do UFC 152:

CARD PRINCIPAL

Jon Jones x Vitor Belfort

Joseph Benavidez x Demetrious Johnson

Michael Bisping x Brian Stann

Matt Hamill x Roger Hollett

Cub Swanson x Charles do Bronx

CARD PRELIMINAR

Igor Pokrajac x Vinny Magalhães

T.J. Grant x Evan Dunham

Sean Pierson x Lance Benoist

Jimy Hettes x Marcus Brimage

Seth Baczynski x Simeon Thoresen (77,3kg)

Mitch Gagnon x Walel Watson

Kyle Noke x Charlie Brenneman

Fonte: Globo Esporte