Após saída já na 1ª fase, Ney Franco evita falar em vexame

"Não demos vexame, pelas circunstâncias da partida e por termos a equipe mais jovem da competição", disse.

O técnico Ney Franco disse neste domingo que a campanha do Brasil no Pan foi "abaixo do esperado". O treinador, no entanto, não classificou o resultado como vexame.No domingo, a seleção perdeu de 3 a 1 para a Costa Rica, que tirou o futebol masculino do Brasil do Pan. Após empate com Cuba, foi o adjetivo vexame com que ele qualificou o que significaria ser eliminado no Pan e ficar fora do pódio.



"Em relação àquela minha declaração, eu estava equivocado. Não demos vexame, pelas circunstâncias da partida e por termos a equipe mais jovem da competição. O que aconteceu vai ser para vermos o que deu certo e errado. São jogadores de 18 e 19 anos que vão ganhar e perder ao longo de suas carreiras. Pedi que ele saíssem daqui com a cabeça erguida", afirmou.

O treinador reclamou a expulsão do jogador Lucas Zen, que fez falta violenta no adversário com cerca de 15 minutos de partida.

"Foi uma campanha abaixo do esperado. A equipe tinha potencial para brigar pelo ouro, mas, em termo de resultados, não foi satisfatório. Foi um jogo difícil. Na minha opinião, o árbitro foi rigoroso demais ao aplicar o cartão vermelho. De qualquer maneira, a Costa Rica merece os parabéns".

Fonte: Folha.com