Após semana confusa, Sasha perde título com o seu time de vôlei juvenil

Com o vice-campeonato após semana confusa, a promessa do vôlei brasileiro posou com um sorriso amarelo.

A semana foi bastante conturbada para Sasha, a filha de Luciano Szafir, e as confusões podem ter refletido no desempenho da jovem atleta dentro da quadra. Na quinta-feira (15), a principal destaque do time juvenil de vôlei do Flamengo foi, sem querer, pivô de um tumulto e, no domingo (18), o time Rubro-negro acabou derrotado por 3 sets a 0 pelo Minas Tênis Clube na decisão da Copa Minas Tênis de Vôlei. Com o vice-campeonato após semana confusa, a promessa do vôlei brasileiro posou com um sorriso amarelo.



Principal destaque do time juvenil de vôlei do Flamengo, a jovem Sasha, filha de Luciano Szafir, foi, sem querer, pivô de uma confusão na noite de quinta-feira (15), em Belo Horizonte. Seguranças da atleta não gostaram de vê-la fotografada por um profissional do Jornal O Estado de Minas e partiram para cima do jornalista, exigindo que ele apagasse as imagens da câmera. Como o fotógrafo Gladyston Rodrigues se negou a deletar as imagens, foi atacado e teve seu material danificado, como o próprio relatou ao jornal que trabalha. Em nota oficial, o Minas Tênis Clube lamentou o ocorrido.



Aos 15 anos, Sasha é uma das principais esperanças do vôlei brasileiro, tanto na quadra como na praia. O grande mistério nos três anos de carreira da menina até agora está cercado pela escolha entre os dois pisos.



Em 2012, mesmo jogando na quadra pelo Flamengo, Sasha foi convocada para a seleção sub-19 de praia.



Na época, a convocação e os treinos com o grupo em Saquarema (Rio de Janeiro) foram entendidos como uma estratégia de marketing da Confederação Brasileira de Vôlei.

Sasha começou no vôlei de quadra em 2010 quando resolveu se dedicar ao esporte em vez da carreira artística.



Já em 2011, a menina recebeu elogios do treinador Walner dos Santos, que a comandava na seleção carioca na época.

"Ela tem muito potencial. É determinada em quadra e ajuda muito as demais companheiras", afirmou em entrevista ao jornal Extra.



Com 1,74 m de altura, Sasha não gosta de ser fotografada e filmada durante os treinos.



Como mora no Rio de Janeiro, o vôlei de praia é algo praticado por Sasha também nos momentos de diversão.



O único ponto negativo para Sasha é que ela costuma chegar atrasada aos treinos, pois estuda em tempo integral na Escola Americana e tem uma rotina corrida.



Apesar disso, Sasha é considerada esforçada por técnico e companheiras de treino.



A menina de 15 anos também tem bom relacionamento com as amigas de treino.



Pela seriedade nos treinos, Sasha deverá investir na careira de atleta para o futuro.



Sasha não gosta de badalações e faz a linha discreta.



Fonte: r7