Após um ano, Cabañas ainda vive as sequelas do tiro

Após um ano, Cabañas ainda vive as sequelas do tiro

Ex-atacante do América-MEX foi baleado no dia 25 de janeiro de 2010

A família do jogador paraguaio Salvador Cabañas lembrou nesta terça-feira, com tristeza, o tiro que levou na cabeça há um ano, e que, atualmente, o mantém afastado dos gramados. O atacante, de 30 anos, estava em um bar com sua mulher na madrugada do dia 25 de janeiro de 2010, quando começou uma briga no banheiro e terminou com um homem que disparou um tiro na direção de sua cabeça.

Cabañas foi para um exclusivo hospital da Cidade do México e, posteriormente, se reabilitou na Argentina e no Paraguai. No entanto, o pai do jogador, Dionisio Cabañas, destacou que o mais importante é que seu filho agora está bem.

- Cabañas voltou a nascer, é uma criança outra vez, por isso estamos felizes agora que está conosco. Faz brincadeiras com sua mãe, com seus irmãos, todos os dias, e esse é nosso orgulho - comentou.

O suposto narcotraficante e suspeito de ter atirado no atacante, José Jorge Balderas Garza, conhecido como "El JJ", foi detido na semana passada no México, e depois foi transferido ao presídio de segurança máxima El Altiplano.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com