Atleta grita de dor após colisão na neve e é levada por helicóptero; foto

Alexandra Coletti se desequilibrou e colidiu com a rede de proteção.

Um susto marcou a decisão do esqui alpino downhill nesta quarta-feira, no Parque Rosa Rhutor. A atleta de Mônaco vinha bem em sua descida, mas se desequilibrou justamente na parte reta do percurso e sofreu uma dura queda, deslizando com a lateral do corpo na neve antes de bater na rede de proteção que permeia a pista. Gritando de dor, a atleta precisou ser atendida pelo médicos, antes de ser removida com a ajuda de um helicóptero. Assim como os espectadores que estavam na arquibancada, o técnico da esquiadora demonstrou preocupação com a colisão.

Além do acidente, outro acontecimento não esperado marcou a prova. A suíça Dominique Gisin e a eslovena Tina Maze terminaram o percurso com o mesmo tempo e ficaram com a medalha de ouro, promovendo o primeiro pódio compartilhado da modalidade na história dos Jogos Olímpicos de Inverno. A também suíça Lara Gut ficou com o bronze.

No esqui alpino downhill o percurso é mais longo, e os esquiadores atingem as maiores velocidades (em média 120 km/h). Cada atleta desce sozinho, apenas uma vez, e o dono do menor tempo vence.

As Olimpíadas de Inverno vão até o dia 23 de fevereiro.


Atleta de Mônaco sofre queda no downhill e sai da prova de helicóptero

Atleta de Mônaco sofre queda no downhill e sai da prova de helicóptero

Fonte: GloboEsporte