Atlético-GO bate Vasco e deixa zona de degola

Com o resultado, o time de Goiás chegou aos 32 pontos em 30 jogos e chegou temporariamente ao 15º

O Atlético-GO, enfim, conseguiu deixar a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Neste domingo, em partida pela 30ª rodada, o time do técnico René Simões derrotou o Vasco por 2 a 0 no Estádio Serra Dourada, graças a gols no segundo tempo marcados pelo experiente Anaílson, ex-São Caetano, e pelo goleiro Márcio, e encontrou ar para respirar um pouco mais aliviado na classificação do torneio.

Com o resultado, o time de Goiás chegou aos 32 pontos em 30 jogos e chegou temporariamente ao 15º lugar - o time, porém, pode ser superado apenas pelo Vitória, que joga ainda neste domingo contra o lanterna Grêmio Prudente. O Vasco, por sua vez, segue com 41 pontos, no meio da tabela.



A partida, com futebol escasso no primeiro tempo, não contou com a presença do técnico Paulo César Gusmão no banco do Vasco - com uma virose, o treinador foi vetado pelo departamento médico do time e foi substituído por Acácio. Em compensação, ao menos um jogador da equipe teve motivos para comemorar: Fernando Prass, que completou cem jogos no Vasco e entrou em campo com uma camisa comemorativa.

Os dois times iniciaram o confronto sob chuva e mostrando pouco futebol em Goiânia. Do lado carioca, a melhor chance do primeiro tempo veio aos 16min: Felipe mandou um forte chute pela direita de fora da área e parou na defesa do goleiro Márcio; na sobra, Éder Luis pegou o rebote na esquerda e mandou para fora.

Mas o time de Goiânia também aprontou das suas. Aos 25min, o lateral Thiago Feltri cruzou a bola na área; a zaga vascaína se atrapalhou, afastou mal e entregou a bola nos pés de Juninho, que, da entrada da pequena área, errou a conclusão e mandou por cima do gol de Fernando Prass.

Mas depois de uma primeira etapa morna, o Vasco voltou do intervalo disposto a tocar melhor a bola. Assim, a zaga rubro-negra teve trabalho para conter as jogadas trabalhadas por Felipe e Éder Luis - este último, por sinal, foi responsável por uma tentativa perigosa pela esquerda, com chute cruzado aos 12min que passou perigosamente perto do gol de Márcio.

Quando era melhor, porém, o Vasco perdeu o lateral Carlinhos, expulso aos 17min por carrinho perigoso. Aí, com um a mais, o Atlético-GO não se deixou intimidar em casa e cresceu. Aliás, só não abriu o placar aos 28min porque Josiel perdeu chance incrível: após cruzamento pela direita, o atacante chutou em cima da zaga do Vasco; no rebote, com o gol aberto, tentou no susto e mandou para fora.

Mas Josiel se redimiu e foi fundamental no gol que começou a construir a vitória atleticana. Aos 35min, após cruzamento pela direita, o ex-jogador de Paraná Clube e Flamengo subiu na esquerda para cabecear. Fernando Prass ainda se esticou na esquerda para espalmar, mas Anaílson apareceu na sobra e bateu para fazer o primeiro gol do jogo.

E para matar de vez as esperanças do Vasco, o Atlético-GO ainda ampliou aos 40min, quando Juninho foi derrubado por Alan na área. Pênalti, que o goleiro Márcio cobrou no meio do gol, vencendo Fernando Prass e decretando quem levaria a melhor.

Vitorioso, o Atlético-GO volta a entrar em campo agora no próximo sábado, quando visita o Guarani no Estádio Brinco de Ouro da Princesa pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. No dia seguinte, o Vasco faz o clássico contra o Flamengo no Estádio do Engenhão.

Fonte: Terra, www.terra.com.br