Atlético-MG está disposto a triplicarl salário de Ronaldinho em 2013

Considerado um jogador que tinha dificuldades para expressar sua vontade ao longo da carreira, Ronaldinho Gaúcho mostra um comportamento diferente

Prevendo um crescimento nos lucros para a temporada de 2013, caso consiga manter Ronaldinho Gaúcho no grupo, a diretoria do Atlético-MG tenta viabilizar uma proposta financeira que aumentaria em três vezes o atual salário recebido pela estrela do time para renovar o contrato por um ano.


Atlético-MG está disposto a triplicar atual salário para manter Ronaldinho em 2013

Apuramos que o presidente Alexandre Kalil está disposto a pagar cerca de R$ 900 mil mensais a Ronaldinho Gaúcho, que assinou contrato por seis meses, em junho último, recebendo R$ 300 mil ao mês. Caso fique no Atlético-MG, o meia-atacante passará a usar o número 10 para alavancar a venda de camisas.

Para tentar viabilizar o acordo com o irmão e empresário do jogador, Roberto Assis, o Atlético-MG estuda também envolver no acordo de renovação, valores a serem recebidos por Ronaldinho por metas alcançadas por ele e pelo time dentro de campo, nas competições que irá disputar ao longo de 2013. Dessa forma, o atleta ?engordaria? seus vencimentos.

A classificação do Atlético para a Libertadores é um fator considerado como positivo pela diretoria atleticana para convencer o jogador a renovar. Ronaldinho é considerado o grande nome do clube para disputar o torneio e encabeçará projetos para divulgação da imagem do time mineiro nos principais países da América do Sul.

O grande aumento salarial para o jogador, considerado peça fundamental para 2013, se daria por conta do aumento no faturamento atleticano para o próximo ano. O clube reconhece que a permanência de Ronaldinho irá gerar lucro maior e elevará a imagem do Atlético para um novo ?patamar?.

A renegociação com o BMG, patrocinador máster do clube, e a Topper, fornecedora de material esportivo, responderá por grande parte do aumento nas receitas, cerca de 20%. No caso do material esportivo, há a possibilidade até mesmo de troca de parceiro. O clube recebeu proposta da Nike e vê na empresa, mesma patrocinadora de Ronaldinho, um forte aliado financeiro para segurar o atleta. A empresa poderia bancar parte dos vencimentos do jogador.

Para renovar com o BMG, patrocinador Máster, o Atlético estuda uma proposta de quase R$ 20 milhões com o banco, valor quase 30% maior daquele acordado até 2012, prazo final do contrato. Para impulsionar as vendas de camisas e animar os patrocinadores, o jogador trocará a camisa 49, em homenagem a sua mãe Miguelina, para a 10, que tradicionalmente o meia utiliza ao longo da sua carreira.

Um novo programa Sócio-Torcedor do clube, que tem Ronaldinho Gaúcho como garoto propaganda, também geraria aumento da receita atleticana. O camisa 49 foi a aposta de Alexandre Kalil para animar o torcedor a aderir o ?Galo na Veia?, que rende lucros superiores a R$ 1 milhão mensais. Um novo programa será lançado para a Libertadores.

Por conta da imagem de Ronaldinho, o Atlético foi convidado por um clube dos Emirados Árabes Unidos a realizar a pré-temporada no país, em janeiro. O clube receberia 1 milhão de euros pelo evento, fora as despesas pagas. Porém, o convite foi recusado, pelo pouco tempo de preparação e em função da longa distância.

Na última semana, o empresário do jogador, Roberto Assis, confirmou, que já havia iniciado conversas com os dirigentes atleticanos, mas ressalvou não ser o momento para decidir o futuro de Ronaldinho, o que só irá acontecer após o Campeonato Brasileiro.

O diretor de futebol atleticano, Eduardo Maluf, tenta diminuir o foco nas negociações com Ronaldinho Gaúcho e, apesar de afirmar que a diretoria irá fazer todo esforço necessário para conseguir um acordo, não vê a renovação como prioridade para o clube antes do final do Campeonato Brasileiro.

Fonte: UOL