Atlético-PR vence e deixa xará goiano perto da lanterna

Atlético-PR vence e deixa xará goiano perto da lanterna

Jogando fora de casa, o Atlético-PR manteve seu bom momento no Campeonato Brasileiro

Jogando fora de casa, o Atlético-PR manteve seu bom momento no Campeonato Brasileiro. A equipe de Curitiba derrotou o Atlético-GO por 2 a 1, com dois gols do meia Branquinho nos primeiros 15 minutos de jogo. O resultado deixa o time rubro-negro na sétima colocação do torneio, com 34 pontos, enquanto a equipe goiana vê a lanterna do competição mais próxima - está em 18º, com 20 pontos.

O Atlético-PR começou com um maior ímpeto ofensivo, ainda que estivesse jogando fora de casa, com Guerrón buscando as jogadas. Aos 6min, o equatoriano cruzou para Maikon Leite, que acertou o travessão de Márcio. Branquinho apareceu no rebote e completou para o fundo do gol. A equipe paranaense seguiu pressionando a saída de bola da equipe da casa, dificultando a ligação com o meio de campo.

Branquinho apareceu bem novamente aos 14min. O meia recebeu bom passe de Bruno Mineiro e finalizou no canto esquerdo para marcar o segundo gol do Atlético-PR. Insatisfeito com a fraca atuação do Atlético-GO, René Simões sacou Diguinho, apostando na etnrada de Diogo Galvão. O atacante ameaçou aos 20min, ao desviar cruzamento de Robston e exigir defesa de Neto.

Dois minutos depois, Chico cabeceou após cobrança de escanteio e Márcio fez boa defesa. O Atlético-GO ameaçou novamente sete minutos depois, em chute de Thiago Feltri na entrada da área defendido por Neto.

A partida diminuiu de ritmo, com as equipes tocando bola no meio de campo. Aos 36min, Juninho chutou cruzado pela direita e Juninho espalmou para escanteio. Dez minutos depois, o Atlético-GO teve sua melhor chance de gol. Gilson cabeceou em cobrança de escanteio e Neto espalmou para dentro da área. Juninho aproveitou o rebote e cabeceou no travessão.

O Atlético-GO voltou com uma postura mais ofensiva no segundo tempo, e, aos 2min, Juninho chutou perigosamente por cima do gol após sobra de Bruno Costa. Três minutos depois, Robston cobrou falta na entrada da área e Neto caiu para defender.

A pressão anfitriã rendeu em gol aos 13min. Anaílson, que havia entrado em campo quatro minutos antes, passou para Diogo Galvão. O atacante dominou na entrada da área e acertou o canto direito de Neto. Aos 17min, Juninho ficou perto do gol de empate ao cabecear e ver o goleiro adversário defender.

A reação do Atlético-GO ficou mais complicada a partir dos 20min. Anaílson prensou a mão em dividida de bola e precisou deixar o gramado por suspeita de fratura. Como René Simões já havia realizado as três substituições, o time da casa precisou atuar com dez atletas.

A inferioridade numérica do Atlético-GO e a vantagem do rival diminuiu o ritmo do jogo nos minutos finais. Os paranaenses prendiam bola no campo de ataque, tendo oportunidades com Ivan Gonzalez. Nos instantes finais, o Atlético-PR apenas trocou passes esperando o apito do árbitro.

Fonte: Terra, www.terra.com.br