Hugo faz história para o Brasil na China com bronze no tênis de mesa

Hugo faz história para o Brasil na China com bronze no tênis de mesa

Não é fácil mensurar o tamanho do feito de Hugo Calderano em Nanquim, na China. Até ele mesmo se perde ao tentar explicar o que conseguiu. Na manha desta quarta-feira, o carioca conquistou a medalha de bronze no tênis de mesa, nas Olimpíadas da Juventude, vencendo Heng Wei Yang, de Taipei, por 4 sets a 2, parciais de 11/9, 11/8, 11/9, 9/11, 9/11 e 12/10 em um ginásio completamente lotado de asiáticos fanáticos pelo esporte. - Estava me preparando para isso e quando soube que poderia jogar, queria muito buscar uma medalha.

Então, desde 2011, já que em Cingapura o evento não era para a minha idade, eu estou em busca do que consegui aqui agora. Quando chegou perto da competição, vi que tinha chance. Isso me emociona, é uma sensação indescritível - revelou.A façanha é histórica para o Brasil. É a primeira conquista da modalidade em um evento do Comitê Olímpico Internacional (COI), desde que o tênis de mesa entrou para as Olimpíadas, em Seul, 1988. A melhor posição do Brasil nos Jogos Olímpicos tradicionais foi com Hugo Hoyama, em Atlanta 1996. Gosto ainda mais especial para o atleta foi superar um adversário asiático justamente no continente que mais produz talentos no esporte.- É uma sensação muito boa vir de um pais sem tradição e ganhar deles. Meu objetivo é ganhar deles.

Eles são frios, mas também tenho um foco muito bom e consigo me igualar a eles nesse aspecto. Torcida não me afeta, então jogo da mesma forma - frisou o brasileiro. Hugo Calderano joga tênis de mesa desde criança, mas também se dedicava ao vôlei e ao atletismo. Quando percebeu o talento nato para a modalidade, largou as outras e se dedicou apenas ao tênis de mesa. No próximo ano, ele se muda para Alemanha, onde vai treinar com a seleção brasileira permanente, visando um lugar nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. Hugo também vai defender o time alemão Ochsenhausen, e jogará a liga europeia, uma das mais fortes do mundo.

Fonte: Globo Esporte