Atração de misto corintiano, Adriano sai de titular após meses

Adriano fará sua estreia como titular do Corinthians neste sábado

De dentro do gramado, Adriano irá ouvir o apito inicial de Corinthians e São Caetano neste sábado, no Anacleto Campanella, pela primeira ocasião após 13 meses. É a primeira vez que o atacante, 30 anos completados na sexta-feira, será titular da equipe corintiana desde sua chegada ao Parque São Jorge. Adriano não tinha essa condição desde 19 de janeiro de 2011, dia em que a Roma, seu ex-clube, venceu a Lazio por 2 a 1.


Atração de misto corintiano, Adriano sai de titular após 13 meses

Com seu melhor peso desde a apresentação pelo Corinthians, 31 de março do ano passado, Adriano faz seu quinto jogo oficial e tenta minimizar as desconfianças em torno de seu peso e da ambição em reerguer a carreira. Apesar da titularidade inédita com Tite, ele é por enquanto apenas a atração de time misto, com dois jovens estreantes (Marquinhos e Gomes), que busca manter a invencibilidade da temporada 2012 diante do São Caetano, no ABC Paulista.

Somados à falta de comprometimento fora de campo, os problemas físicos (no ombro e no tendão de Aquiles) minaram as forças de Adriano desde a temporada 2009, sua última em alto nível e com direito a condição de protagonista no título brasileiro pelo Flamengo. Prova é que foi justamente na despedida do Fla, em 21 de maio de 2010, que o centroavante disputou 90 minutos pela última vez.

Em quase 11 meses de Corinthians, Adriano soma 73 minutos em campo como retorno a um investimento de salários que supera a casa de R$ 4 milhões. Foram quatro jogos no último Campeonato Brasileiro, sempre a partir do banco de reservas, e um momento de brilho intenso: o gol decisivo contra o Atlético-MG, aos 43min do segundo tempo, na penúltima rodada da competição. Há exatos dois meses e 28 dias.

Neste ano, Adriano teve 45 minutos em amistoso contra o Flamengo na segunda semana da temporada e exibiu condição física imprópria para a prática do futebol. Em seguida, faltou a dois treinamentos, se isentou de outro sob a alegação de problemas intestinais e retomou sua luta contra balança com disposição após correr risco de corte na lista corintiana para a Copa Libertadores.

Se em 2008 pesava próximo de 90 kg na Inter de Milão, beirou os 110 kg com o Corinthians. Hoje, após duas semanas de confinamento, regimes e treinos em dois períodos, especula-se que vá a campo contra o São Caetano na casa de 100 kg. Além de Liedson, Adriano tem as concorrências de Elton e Bill, recrutados como opção pela falta de confiança da diretoria e comissão técnica no comprometimento do nome mais badalado do grupo.

"Abracei-o e desejei muita luz no caminho dele", definiu Tite após o treinamento de sexta-feira. "Não só por ele ser titular, mas alegria por todo o sabor da conquista. Por ele se escalar novamente", explicou.

As maiores dúvidas são por conta da mobilidade e pela segurança nos tornozelos já operados de Adriano, o que limita seus movimentos em campo. Ainda assim, Tite fez elogios. "Ele demonstrou muita confiança, movimentação muito boa".

Fonte: Terra, www.terra.com.br