Briga pelo título mundial entre Hamilton e Rosberg tem clima tenso na temporada

O sistema de pontuação dobrada, aplicado apenas na etapa de encerramento, fará com que o campeão só seja conhecido na última corrida

Não é de se esconder que entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg já se tem uma briga interna, isso porque o título desta temporada ficará na mão de um dos pilotos da empresa. Por essa disputa, o campeonato deste ano continua com o seu favorito indefinido. Nico ainda pode garantir o título se vencer as duas corridas restantes e o seu companheiro chegar no máximo em terceiro.

O sistema de pontuação dobrada, aplicado apenas na etapa de encerramento, fará com que o campeão só seja conhecido na última corrida, independentemente do resultado do GP do Brasil, que será disputado neste fim de semana. Hamilton não garante a taça nem mesmo se vencer em Interlagos e o companheiro abandonar. Neste cenário, o inglês abriria 49 pontos de vantagem sobre o companheiro, mas essa diferença ainda poderia ser revertida nos Emirados Árabes, em caso de triunfo do alemão e abandono de Hamilton, graças aos 50 pontos que serão entregues ao vencedor da prova final.


Hamilton não esconde sua insatisfação com a pontuação dobrada, que poderá colocar em risco uma temporada que teve o inglês como destaque indiscutível. Dono de 10 vitórias em 17 etapas já disputadas, o campeão mundial de 2008 poderá acabar ficando sem o aguardado segundo título da carreira por apenas um ponto, dependendo do que acontecer nas etapas do Brasil e de Abu Dhabi. Mas, por outro lado, o piloto inglês assegura a taça no caso de chegar em segundo nas duas provas. Por isso, sua tática é manter o estilo agressivo das últimas corridas.

- Tenho mais duas corridas e vou continuar atacando, assim como tenho feito nas últimas cinco ou 10 etapas. Ainda há muitos pontos em jogo e muita coisa pode acontecer. Mantenho a mesma estratégia o tempo todo. Vou correr da mesma forma como fiz nos Estados Unidos e durante toda a temporada. Não há muito mais o que dizer sobre isso: eu quero ganhar - ressalta Hamilton.

Por sua vez, Nico acredita que os pontos em dobro serão determinantes para conseguir uma improvável reviravolta no ranking e faturar seu primeiro título. Com quatro vitórias, o alemão leva vantagem sobre o companheiro apenas quando o assunto é classificação. Ele largou na posição de honra do grid em nove etapas, contra sete poles de Hamilton. Para Rosberg, as duas últimas corridas serão emocionantes - para os pilotos da Mercedes e para os fãs.

- A minha abordagem é a mesma: estarei totalmente comprometido, totalmente no ataque, e tentarei garantir a pole no treino classificatório para tentar ganhar em Interlagos. Mesmo estando alguns pontos atrás, ainda é possível virar o jogo. Espero que seja emocionante também para os fãs, porque eles são a coisa mais importante e a razão de nos esforçarmos para fazer um bom espetáculo. Estou muito ansioso para as duas últimas corridas. Com o carro incrível que temos, será realmente fantástico - destaca o vice-líder do campeonato.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Globo Esporte