Button critica Rosberg: "É uma pena que não seja uma luta limpa"

Button critica Rosberg: "É uma pena que não seja uma luta limpa"

Os pilotos da Fórmula 1 começam a se posicionar em relação à polêmica envolvendo Nico Rosberg e Lewis Hamilton no GP da Bélgica. E, pelo visto, a maioria acredita que o alemão agiu de má fé ao tocar no companheiro de equipe ainda na segunda volta da corrida do último domingo. Depois de Felipe Massa, foi a vez de Jenson Button condenar a postura do líder do campeonato. O inglês de 34 anos, que trabalhou ao lado de Hamilton na McLaren entre 2010 e 2012, lamentou que a luta pelo título mundial tenha chegado ao nível apresentado em Spa-Francorchamps.

- Eu não acho que isso tenha sido algo gerado apenas pela pressão da luta pelo campeonato. Foi uma daquelas coisas que jamais deveria acontecer. É uma pena que esta não seja uma luta limpa. Eu sempre defendi que quem quisesse ganhar o campeonato deste ano deveria fazer o melhor trabalho na pista. Mas não é isso que está acontecendo neste momento - afirmou o campeão mundial de 2009.

Após perder a pole position na largada da corrida, Nico Rosberg partiu para o ataque a Lewis Hamilton, que havia assumido a ponta. Sem titubear, o alemão forçou uma ultrapassagem sobre o companheiro e acabou provocando um toque das duas Mercedes. Nico teve parte do bico dianteiro de seu carro danificada, enquanto Lewis perdeu as chances de se manter na liderança da prova por causa de um furo no pneu traseiro esquerdo. Para Button, a agressividade do confronto acaba prejudicando a imagem da Fórmula 1.

- Passa uma imagem negativa para o esporte, porque não é uma boa batalha. Mas isso deixa todo mundo ansioso pelo GP da Itália, onde os fãs vão torcer por uma reaproximação entre eles. A rivalidade adiciona tempero a uma relação já picante, mas ao mesmo tempo é uma coisa lamentável. Eu sinto muito por Lewis. Ele estava liderando a corrida. O que aconteceu foi simplesmente inacreditável.Enquanto os dois pilotos da Mercedes apresentam visões diferentes sobre o episódio, o comando da Mercedes já determinou que prefere esperar os ânimos se acalmarem antes de discutir sobre as consequências do confronto travado na pista belga. O circo da Fórmula 1 voltará a se reunir daqui a duas semanas, para o GP da Itália, válido pela 13º etapa da temporada. Veja o calendário completo e fique ligado nas notícias da categoria!

Fonte: Globo Esporte