Largando em sétimo, Felipe Massa torce para não chover durante GP da Malásia

Largando em sétimo, Felipe Massa torce para não chover durante GP da Malásia


A chuva forte que caiu em Sepang durante o treino classificatório deste sábado possibilitou que as equipes desafiassem a soberania da Mercedes. A Williams, no entanto, desperdiçou a chance por causa de uma estratégia errada na hora de escolher os pneus para o Q3 (veja acima o vídeo com os melhores momentos do treino). A escuderia britânica optou por ir à pista com os compostos de chuva, enquanto Mercedes e Ferrari usaram intermediários. Bastou uma volta para que Felipe Massa e Valtteri Bottas percebessem o erro na escolha.

Largando apenas em 7º, o brasileiro torce por pista seca durante a corrida do domingo. - Não tivemos um dia fácil hoje, mas acredito que, no seco, nós dois poderemos chegar no top 5. Ainda temos alguns dos mesmos problemas em pista molhada que tivemos na temporada passada. Espero que possamos resolver alguns deles a partir de agora. A previsão indica pista seca para amanhã, então espero que possamos fazer uma corrida melhor - analisou Massa.

O engenheiro-chefe da Williams, Rob Smedley, fez uma análise semelhante à do brasileiro e admitiu que o carro não consegue entregar o melhor desempenho em condições de pista molhada. Smedley também torce por temperaturas altas e pista seca para que a escuderia britânica tenha chance de brigar por um lugar no pódio contra a Ferrari, que se destacou no classificatório deste sábado ao conquistar o segundo lugar no grid, com Sebastian Vettel.

- A variação de clima deixou o treino difícil. Não tivemos o melhor desempenho em condições molhadas, mas temos um carro com ritmo de corrida muito bom, como vimos na sexta-feira. Temos muito o que fazer amanhã, mas a expectativa é de temperaturas muito altas durante a prova, então precisamos nos certificar de adotar a estratégia correta - comentou o engenheiro.

Fonte: Globo Esporte