Michael Schumacher deixa hospital e fará tratamento em casa

Michael Schumacher deixa hospital e fará tratamento em casa

Michael Schumacher deixa hospital e fará tratamento em casa

O alemão Michel Schumacher deu mais um passo no seu processo de recuperação do grave acidente que sofreu no fim do ano passado, quando esquiava. Nesta terça-feira, a assessora do dono de sete títulos mundiais da Fórmula 1, Sabine Kehm, comunicou que ele foi liberado para seguir em casa o tratamento contra os graves ferimentos sofridos na cabeça na sua queda.

Schumacher passou os últimos três meses sob cuidados de especialistas em um hospital na Suíça. "Daqui em diante, a reabilitação de Michael vai ser feita em sua casa. Considerando as graves lesões sofridas por ele, houve algum progresso nas últimas semanas e meses", disse.

De acordo com Sabine Kehm, porém, a recuperação ainda será longa e difícil. O ex-piloto de Fórmula 1 se acidentou em 29 de dezembro de 2013, ficando internado inicialmente, em coma, em um hospital de Grenoble, na França. Depois, em junho, acabou sendo transferido para Lausanne, na Suíça.

"Queremos mostrar nossa gratidão a todo o time do CHUV Lausanne pelo competente trabalho. Nós pedimos que a privacidade da família de Michael continue a ser respeitada e que as especulações sobre seu estado de saúde sejam evitadas", disse Sabine Kehm.

Schumacher sofreu graves lesões na cabeça em razão do acidente que sofreu nos Alpes franceses, na estação de esqui de Meribel - o capacete que ele usava chegou a rachar por causa do forte impacto que teve com uma rocha no momento da queda. Com o alemão em estado grave, os médicos optaram por colocá-lo em coma induzido, para que seu cérebro pudesse repousar e também para que a inflamação e inchaço no local fossem reduzidas.

O heptacampeão mundial também foi operado para eliminação de coágulos de sangue, mas alguns deles estavam muito profundos. Por isso, ainda é uma incógnita a sua situação neurológica.

Aposentado após o fim da temporada 2012, Schumacher ostenta um recorde 91 vitórias na Fórmula 1. O ex-piloto, sua esposa e o filho de 14 anos, que estava presente no momento do acidente, moram na Suíça.

Fonte: Brasil Post