Na UTI, Fernando Alonso passará por novos exames após acidente

O testemunho de Sebastian Vettel, que vinha logo atrás do espanhol e disse que a colisão foi em baixa velocidade, também contribuíram para uma série de especulações.

Internado na Unidade de Terapia Intensiva em Barcelona desde o final da manhã de ontem, depois de sofrer acidente nos testes de pré-temporada da Fórmula 1, Fernando Alonso passará por novos exames nesta segunda-feira para determinar se será liberado pelos médicos.

O espanhol sofreu uma concussão após se chocar contra o muro na saída da curva 3 do Circuito da Catalunha. De acordo com o empresário do piloto, Luis García Abad, ainda que a tomografia computadorizada e a ressonância magnética realizados no domingo não tenham mostrado qualquer anomalia, os médicos decidiram fazer novos exames como precaução. O acidente de Alonso causou estranheza devido aos poucos danos visíveis em sua McLaren. O testemunho de Sebastian Vettel, que vinha logo atrás do espanhol e disse que a colisão foi em baixa velocidade, também contribuíram para uma série de especulações.

Acredita-se que Alonso possa ter perdido a consciência ainda com o carro na pista, talvez em decorrência de um choque, uma vez que a McLaren vinha tendo problemas com a vedação do sistema que gerencia a energia cinética colhida nos freios e reutilizada como energia elétrica pelo carro. “Eu nego que Fernando estava se sentindo mal antes do acidente”, esclareceu Abad à mídia espanhola. "A telemetria do carro mostra que ele estava corrigindo a trajetória da esquerda para a direita. Fernando estava pressionando o freio e mudando marchas até o momento do impacto.”

Contudo, de acordo com o site alemão Auto Motor und Sport, o impacto teria sido de 30g. Porém, como ocorreu de forma lateral, não chegou a deformar a suspensão, fazendo com que o piloto em si absorvesse grande parte do impacto. Um novo boletim sobre a condição do piloto e sua eventual liberação é esperado ainda hoje.

Fonte: Total Race