Saída de Alonso para a McLaren pode levar Lewis Hamilton para a Ferrari

Saída de Alonso para a McLaren pode levar Lewis Hamilton para a Ferrari

Com Alonso perto da McLaren, britânico da Mercedes ganha força na Ferrari

Líder do Mundial de pilotos de 2014, Lewis Hamilton pode trocar a Mercedes pela Ferrari para ocupar a vaga de Fernando Alonso em 2015. A informação foi divulgada nesta sexta-feira pelo blog do jornalista Adam Cooper, que trabalha para a revista Autosport e para outros veículos.

A negociação envolve inicialmente a McLaren, que procura um piloto de peso no grid para a próxima temporada, quando voltará a ter motores Honda. Na Ferrari, os rumores a respeito da saída do espanhol são crescentes no segundo semestre.

"É absolutamente imperativo que a McLaren tenha um astro a bordo (no próximo ano), e, com todo respeito a Jenson Button, o paddock sabe que a Honda está trabalhando com uma lista bem curta, encabeçada por Fernando (Alonso), Lewis Hamilton e Sebastian Vettel", diz Adam Cooper.

Como uma possível saída de Vettel é considerada mais complicada, uma vez que seu contrato com a Red Bull vai até o final de 2015, Alonso seria uma prioridade na McLaren. O espanhol tem contrato até mais longo com a Ferrari (até o fim de 2016), mas seu compromisso possui cláusulas de liberação que tornam as conversas com outros times mais acessíveis.

E é aí que entra Hamilton. "Se Alonso está, de fato, a caminho da McLaren, então é claro que a Ferrari precisa encontrar um superastro para substituí-lo. E, pelos últimos anos, Sebastian Vettel tem sido o nome na mira da Ferrari como próxima contratação", diz o jornalista. "No entanto, uma fonte próxima à equipe italiana diz que Lewis Hamilton agora aparece no topo da lista de desejos de Maranello. De fato, o britânico pode deixar a Mercedes mais facilmente em 2015 do que muita gente acredita. Ele é certamente menos amarrado que Vettel", completou.

O jornalista, entretanto, vê a disputa do título de 2014 entre Hamilton e seu companheiro de Mercedes, o alemão Nico Rosberg, como um obstáculo na negociação. Para ele, caso conquiste seu segundo campeonato, Hamilton não gostaria de "perder um ano ou dois" no processo de renovação da Ferrari.


Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: UOL