Barça só espera "sinal" de Neymar para contratá-lo, diz presidente

Neymar é um dos alvos do Barcelona, afirmou o presidente do clube catalão

O presidente do Barcelona, Sandro Rosell, reconheceu na última segunda-feira que Neymar está, sim, na lista de possíveis contratações do clube catalão para a próxima temporada. "É um jogador do qual eu gosto e e está em nossa lista de desejos, como disse Bartomeu", declarou. Josep Bartomeu, o vice-presidente do Barcelona, afirmou na última semana que o clube só espera "um sinal" de Neymar para tentar contratá-lo junto ao Santos.


Barça só espera

A declaração do presidente do Barça ao jornal Marca foi dada dias após o lateral-direito do clube, o brasileiro Daniel Alves, insinuar que Neymar já possui um acordo para jogar na Espanha. O atacante do Santos negou: ?Isso é coisa de quem não sabe da minha vida. Se eu sentir que é hora de sair, eu saio?, disse.

Porém, após o empate entre Santos e Corinthians, no último domingo, Neymar já não mostrou tanta convicção de que permanecerá no Brasil até, pelo menos, o meio de 2014, como o afirmado em contrato com o Santos e prometido pelo presidente do clube, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro.

Preocupada com o excesso de especulações, a diretoria santista conversou sobre o assunto com o pai e representante do jogador, Neymar da Silva Santos, e foi informada que não existe nenhum acerto do atleta com outro clube.

Confiante na palavra de Neymar pai, o Santos iniciou as negociações para tentar renovar o contrato do craque santista, que termina logo após a Copa do Mundo de 2014.

?O Comitê Gestor já decidiu, nós queremos prorrogar o vínculo além de 2014. Estamos trabalhando nesse sentido. Já abrimos conversa com o pai do Neymar. O pai do Neymar nega, a gente acredita nele, que ele tenha feito algum tipo de acordo. Nós acreditamos nele. Ele tem sido sincero e franco. Ele disse que o Neymar vai ficar onde está feliz. O Santos está trabalhando nesse sentido para prorrogar o contrato dele. A informação do lateral, não existe nada, e com Neymar também não?, afirmou o vice-presidente do Santos, Odílio Rodrigues.

Fonte: UOL