Barcelona faz cinco, atropela "invencível" Real Madrid e lidera

O Barcelona começou a partida mais ofensivo, apostando em jogadas pelo lado esquerdo da defesa do Real

O esperado clássico entre Barcelona e Real Madrid no Camp Nou terminou em exibição de gala da equipe catalã. Atuando em casa, os comandados de Pep Guardiola arrasaram o Real Madrid, conseguindo uma vitória por 5 a 0. Para o time da capital, foram várias dores. José Mourinho vê sua primeira derrota no comando da equipe e, de quebra, vê o rival assumir a liderança do Campeonato Espanhol.

Os dois times vieram a campo após goleadas - o Barcelona fez 8 a 0 sobre o Almería, enquanto o Real Madrid superou o Athletic de Bilbao por 5 a 1. Cristiano Ronaldo até provocou os rivais catalães após as partidas, desafiando-os a fazer oito gols no time de Madri. Faltaram três.

Mourinho teve como desfalque de última hora o atacante Higuaín, que precisou ser substituído por Benzema. Ele foi o único problema relevante entras as duas equipes, que contaram com suas outras estrelas.



O jogo

O Barcelona começou a partida mais ofensivo, apostando em jogadas pelo lado esquerdo da defesa do Real Madrid. Aos 5min, Messi arriscou chute por cobertura e acertou a trave direita do visitante. Quatro minutos depois, a equipe catalã já conseguiu abrir o placar. Iniesta lançou bola na área e Xavi tocou por cima de Casillas.

Acuado em seu campo de defesa, o Real conseguiu seu primeiro lance de perigo aos 11min, em chute de Di María que foi defendido por Valdés. Mas quem marcou foi novamente o Barcelona. Aos 17min, Villa recebeu pela ponta esquerda e cruzou na área para Pedro completar.

O Barcelona continuou engolindo o Real, que errava passes com surpreendente frequência. O ritmo da partida caiu, mas o clima cresceu. Aos 30min, Cristiano Ronaldo se desentendeu com o técnico Pep Guardiola, e Valdés e Xavi tomaram as dores do treinador. Após a arbitragem acalmar a situação, o português ameaçou em cobrança de falta aos 34min, mas a bola saiu à direita do gol.

No segundo tempo, Mourinho sacou Ozil, anulado por Busquets na etapa inicial, e apostou na entrada de Lass Diarra para diminuir os espaços no meio de campo. Mas a medida não adiantou. Aos 9min, Messi lançou David Villa, que tocou na saída de Casillas para ampliar. Três minutos depois, o argentino deu novo grande passe para Villa, que venceu o goleiro espanhol novamente.

Depois do quarto gol, o jogo caiu de ritmo, com o Barcelona trocando mais passes no meio de campo enquanto sua torcida cantava "olé". A equipe da casa tocava a bola como se brincasse com o adversário, e o Real Madrid pouco fazia. Irritados, os visitantes passaram a cometer faltas cada vez mais duras.

O Barcelona teve oportunidade de fazer o quinto aos 31min com Bojan, que foi lançado por Xavi, mas o jovem atacante perdeu o equilíbrio antes de chegar na bola. Principais responsáveis pela criação no Real Madrid, Di María e Cristiano Ronaldo pouco faziam, uma vez que foram eficientemente marcados. Ainda houve tempo de Jeffren, aos 45min, marcar o quinto gol após cruzamento de Bojan.

Nos acréscimos, nova confusão tomou conta do jogo, quando Sergio Ramos deu entrada violenta em Messi e empurrou Puyol. Expulso, o defensor encerrou de forma triste a péssima atuação do Real Madrid.

Fonte: Terra, www.terra.com.br