Barcelona investiga racismo de torcedores do Espanyol contra Neymar

A torcida fez gestos de macaco durante o jogo para o atacante.

A partida deste sábado entre o Barcelona e e Espanyol ainda hoje repercute entre os seus dirigentes. Isso porque o atacante e jogador brasileiro, Neymar, foi vítima de gritos racistas por parte da torcida do Espanyol durante o jogo. A diretoria do clube pretende procurar a LFP (Liga de Futebol Profissional) para saber se a parte das ofensas foram registradas.

Segundo ele, embora o árbitro da partida não tenha colocado o ocorrido na súmula, gravações e testemunhas não faltam. Um site espanhol divulgou imagens do momento em que a torcida emite sons de macaco para o atacante. Piqué se pronunciou sobre o caso e condenou as atitudes.

“Se isso realmente aconteceu é preciso que tenha denúncias e que as providências sejam tomadas, tem que identificar um por um”, disse ele.

Caso o Barça leve adiante as queixas pelo episódio, o Espanyol pode ser punido. Por isso, seu presidente, Joan Collet, tratou de diminuir o caso. Ele negou a existência dos gritos racistas. “Estive no estádio com mais 30 mil pessoas e nada ouvi. Não controlamos todos os torcedores, mas não foi algo generalizado e quem disser o contrário está a mentir”, afirmou o dirigente.

Neymar foi vítima de racismo durante o jogo (Crédito: Reprodução)
Neymar foi vítima de racismo durante o jogo (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do Extra