Barichello prevê fim de semana complicado na Malásia

Piloto ficou para trás nos treinos livres e acha que equipe terá dificuldades com o carro

Depois de conseguir pontuar nas duas primeiras corridas do ano, no Bahrein e na Austrália, Rubens Barrichello acredita que terá vida difícil para chegar entre os dez primeiros colocados do GP da Malásia, neste domingo (4), depois de um desempenho fraco nos treinos livres.

Ele foi o 16º colocado na primeira sessão, e na segunda subiu para o 16º lugar, mesmo melhorando seu tempo em quase 2s. Ele previa trabalho duro para toda a equipe, inclusive durante a madrugada em Kuala Lumpur, onde fica o circuito de Sepang, palco da corrida.

- Foi um dia duro para nós. Temos muitas perguntas sobre o carro, mas sentimos que não somos rápidos como deveríamos. Temos muito trabalho a fazer hoje à noite para descobrir o que é.

Companheiro do brasileiro na Williams, o alemão Nico Hulkenberg teve a mesma impressão - ele foi o 17º tanto na manhã quanto à tarde. "Precisamos pensar juntos para achar algum tempo no treino classificatório", comentou.

O piloto reiterou sua preocupação com o clima instável na Malásia, que alterna períodos de forte calor com rápidas tempestades. Segundo ele, é um desafio encontrar a estratégia correta.

- É um sofrimento, mas ao mesmo tempo é uma corrida que traz uma oportunidade extra, então acho que temos que contar um pouco com a estratégia e um pouco com a sorte.

Fonte: R7, www.r7.com