Barueri vence Grêmio e sobe para 5o-

Com o resultado, o Barueri subiu para o quinto lugar. O Grêmio desceu para nono

O atacante Fernandinho a cada jogo se firma como um dos grandes nomes do Brasileirão 2009. Foi dele o gol da vitória do Barueri sobre o Grêmio por 1 a 0, neste domingo, na Arena Barueri. O time gaúcho, por sua vez, manteve a sina de não conseguir vencer fora de casa na competição. A equipe tem apenas dois pontos em nove jogos fora como visitante.

Com o resultado, o Barueri subiu para o quinto lugar. O Grêmio desceu para nono. Na próxima rodada, o time gaúcho enfrenta o Flamengo, domingo, às 16h, no Olímpico. O Barueri pega o Atlético-PR, também no domingo, às 18h30m, fora de casa.

JOGO MORNO NO PRIMEIRO TEMPO

O primeiro tempo foi monótono, com exceção dos momentos em que Fernandinho conseguiu se impor no ataque. Aos sete, o atacante fez excelente jogada individual pela esquerda e rolou para Thiago Humberto, mas o camisa 10 chutou prensado. Dois minutos depois, Fernandinho fez jogada idêntica, mas Rafael Marques conseguiu cortar para escanteio.

Com Maxi López isolado na frente, já que Paulo Autuori optou pelo esquema 4-5-1, o Grêmio tinha pouca posse de bola no setor ofensivo. Nem mesmo nos cruzamentos na área o argentino conseguia levar a melhor sobre os zagueiros do Barueri.

Com o decorrer do primeiro tempo, o Grêmio acertou a marcação, passou a vigiar Fernandinho de perto e dominou o jogo, apesar de continuar atacando pouco. A falta de jogadas ofensivas tornava o jogo cada vez mais sem emoção. Tanto que o árbitro encerrou o primeiro tempo sem qualquer acréscimo.

No segundo tempo, os dois times voltaram procurando um pouco mais o ataque e a partida melhorou. Aos cinco minutos, Souza fez grande jogada individual, passou por dois marcadores e arriscou de fora da área. A bola passou rente à trave. Dois minutos depois, o mesmo Souza arriscou de novo de longe, obrigando Renê a defender em dois tempos.

Parecia que o Grêmio finalmente quebraria seu jejum longe do Olímpico. Mas rapidamente o Barueri confirmou sua vocação ofensiva. Em rápida triangulação, Márcio Careca entregou para Thiago Humberto, que esticou de primeira para Fernandinho. O atacante acertou um chute perfeito, no canto, sem chance alguma para Victor: 1 a 0, aos 10 do segundo tempo.

Aos 14, Thiago Humberto chegou a marcar o segundo dos donos da casa, mas a arbitragem assinalou corretamente o impedimento do camisa 10 do Barueri.

SUBSTITUIÇÕES EM EFEITO NO GRÊMIO

O Grêmio encontrava dificuldade para reagir. Paulo Autuori trocou Maxi López por Jonas, mas a alteração surtiu pouco efeito. As principais chances continuavam sendo de longa distância, como um chute de Tcheco aos 21.

O treinador decidiu então queimar suas últimas substituições de uma vez só, colocando Bruno Collaço e Joílson nos lugares de Túlio e Jadílson. Mas o Barureri continuava assutando. Em uma linda falta cobrada por Thiago Humberto, aos 28, a bola acertou quase a junção da trave com o travessão.

No minuto seguinte, o Grêmio teve sua melhor chance, com Jonas rolando para Tcheco livre na área. O capitão da equipe gaúcha tentou tirar do goleiro com categoria, mas acabou rolando para fora.

A partir dali, o Barueri se fechou e passou a jogar apenas nos contra-ataques, que foram raros. Mas o Grêmio também não conseguiu assustar.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com