Bayern atropela o Lyon por 3 a 0 e volta à final da Liga dos Campeões nove anos depois

Bayern atropela o Lyon por 3 a 0 e volta à final da Liga dos Campeões nove anos depois

A final da Liga dos Campeões será decidida dia 22 de maio, no estádio Santiago Bernabéu

Um show do croata Olic, autor de todos os gols nos 3 a 0 sobre o Lyon, dentro do estádio Gerland, garantiu ao Bayern de Munique a classificação para a final da Liga dos Campeões da Uefa. É a primeira vez desde 2001 que o time bávaro chega à decisão do principal torneio interclubes do Velho Continente. Na ocasião, o Bayern foi campeão com uma vitória sobre o Valencia.

O zagueiro Cris, expulso de maneira infantil no início do segundo tempo, acabou por ser determinante para o revés do Lyon. Depois de receber o amarelo por uma falta dura, o brasileiro aplaudiu o árbitro Massimo Busacca de forma irônica e acabou levando um segundo cartão. Àquela altura, o Lyon perdia por apenas 1 a 0 e acabou por levar mais dois gols, que sacramentaram a classificação do Bayern de Munique. No jogo de ida, na Alemanha, os bávaros também saíram vencedores (1 a 0).

A final da Liga dos Campeões será decidida dia 22 de maio, no estádio Santiago Bernabéu, em Madri. O adversário do Bayern sairá do confronto entre Barcelona e Inter de Milão, nesta quarta-feira, na Catalunha. Os italianos venceram o jogo de ida por 3 a 1 e podem até perder por um gol de diferença.

O Bayern começou a partida melhor, marcando a saída de bola do Lyon e impedindo que o time francês atacasse. Logo no início, Olic aproveitou falha de Cris e deixou Thomas Müller na cara do gol, mas o jovem atacante bateu para fora e perdeu um gol incrível.

Sem poder de penetração, o Lyon, que teve setor ofensivo formado por Govou, Delgado, Michel Bastos e Lisandro, assistiu ao time do Bayern cozinhar a partida e criar chances esporádicas. Aos 26 minutos, os alemães abriram o marcador. Olic receeu na área e bateu de virada para fazer 1 a 0.

Michel Bastos perde a melhor chance do Lyon

Michel Bastos teve a melhor chance do Lyon no jogo, pouco antes do intervalo. Mas o brasileiro emendou de primeira, para fora, cara a cara com o goleiro Butt.

No segundo tempo, o técnico Claude Puel mexeu no time do Lyon. Ele sacou o lateral Cissokho e lançou o atacante Gomis, recuando Michel Bastos. Gomis até que tentou e criou dois lances de perigo, mas não conseguiu empatar o jogo.

Olic fcha o caixão do Lyon com a cabeça sangrando

Aos 15 minutos, o lance crucial da partida. Cris foi expulso e acabou com qualquer chance de reação do Lyon. O time ficou entregue e sofreu mais dois gols. Aos 22, Olic recebeu no lado esquerdo da área e bateu cruzado, na saída de Lloris, para fazer 2 a 0.

Aos 33, os bávaros fecharam o caixão. Após cruzamento da direita, Olic entrou de cabeça e fez o terceiro. O croata ignorou um corte que tinha na cabeça, que o fazia sangrar, e fez a festa com seus companheiros. A vaga na final estava mais do que garantida.

Fonte: GloboEspote, www.globoesporte.com