Bicicletas ganham um novo conceito

A bicicleta deixou de ser veículos essencialmente para transporte e passou a condição de equipamento esportivo

A bicicleta foi o meio de transporte mais popular do século XX, principalmente entre a classe trabalhadora. Atualmente, ela perde espaço nas ruas seja por causa do acesso aos transportes públicos ou a facilidade das pessoas de adquirir carros e motos, principais meios de transportes privados. Por isso, a bicicleta passou por uma reivenção, se transformando em veículo para prática de ciclismo, esporte que vem se popularizando no Brasil, e em Teresina, nos últimos anos.

Existem três tipos de modelos de bicicletas, feitas com materiais e até design diferentes indicadas para cada tipo de modalidade: passeio (Comfort Bike), aventura (Moutain Bike) e velocidade (Speed Bike). ?A bicicleta tipo passeio é mais confortável com o selim mais acochoado, guidão mais levantado e o pneu liso para asfalto. Já o modelo de aventura, a Moutain, possui um pneu chamado de biscoitão por ter mais sulcos e características antiderrapantes próprio para trilhas. Ela também tem um amortecedor dianteiro, é feita em alumínio para ser mais leve e as peças são mais resistentes. O modelo de speed é indicado para competições esportivas ? é bem leve porque éfeita de alumínio, tem pneu liso para asfalto e o guidão baixo?, explica Simone Tertuliano vendendora de uma loja de bicicletas esportivas na Zona Leste.

As bicicletas são feitas com dois tipos de materiais: ferro e alumínio que conferem características diferentes ao veículo como resistência e leveza. E o cliente tem a opção de escolher o modelo de ferro ou alumínio de acordo com o seu interesse. Para corridas, por exemplo, o alumínio é o mais indicado por dar leveza a bicicleta. ?No geral as bicicletas de alumínio são mais caros. Um quadro de alumínio, por exemplo, custa entre R$ 400,00 a R$ 1000,00 reais?, diz a vendedora.

Alguns modelos são importados ou nacionais e os preços dependem ainda dos tipos de acessórios inclusos. ?A bicicleta mais em conta do tipo speed (modelo de corrida) sai por R$1000,00. As de passeio (comfort) por R$ 400,00 e R$600,00. Já as trilhas (moutain) temos de R$ 2500,00 até R$6000,00 por serem tops de linha?, argumenta a vendedora.

Quem possui bicicleta para a prática de esporte geralmente tem outro modelo, conta Simone Tertuliano. ?Um de passeio ou de aventura, por exemplo. Ou então quem não tem duas troca pelo menos o pneu para ter mais liberdade?, conta. As bicicletas de passeio, segundo Simone, são as preferidas dos esportivos urbanos: ?senhores ou jovens que preferem pedalar na cidade?. ?O modelo speed é para competição, pessoas que procuram velocidade enquanto o de aventura são adeptos de fazer trilhas e pedalar por estradas de terra e piçarra, por exemplo?, afirma.

O biotipo da pessoa - altura e peso, são fatores influenciam na escolha da bicicleta seja no material utilizado e na adaptação de guidão, quadro e selim. ?Até alguns anos atrás não existia essa preocupação com o porte físico da pessoa. Hoje temos bicicletas de passeio e aventura com quadro de 15,17,18 cada um indicado para uma altura diferente?, exemplifica Simone. Um bicicleta de quandro 17 é indicada, por exemplo, para pessoas com altura de 1,72 cm.

Fonte: Rodolfo Ribeiro