Com gol de Borges, Santos vence o Verdão na Vila Belmiro; confira

Com gol de Borges, Santos vence o Verdão na Vila Belmiro; confira

Com gol de cabeça de Borges, o Santos venceu o Palmeiras por 1 a 0, na Vila Belmiro, neste domingo, pela 28ª rodada do Brasileiro

Com gol de cabeça de Borges, o Santos venceu o Palmeiras por 1 a 0, na Vila Belmiro, neste domingo, pela 28ª rodada do Brasileiro. O atacante disparou ainda mais na artilharia do campeonato, agora com 20 gols, e ajudou a equipe a encerrar jejum de sete jogos sem vitórias contra o rival.

O último triunfo santista havia sido na semifinal do Paulista de 2009, quando a equipe alvinegra venceu por 2 a 1, no Palestra Itália. Desde então, foram cinco vitórias alviverdes e dois empates.

O resultado ainda quebrou série de três derrotas consecutivas do Santos no Campeonato Brasileiro e firma o time de Muricy Ramalho na metade da tabela, com 38 pontos, na 11ª colocação - ainda com uma partida a menos que a maioria dos outros clubes.

Já o Palmeiras estaciona nos 40 pontos e, em nono, se distancia da briga por uma vaga na próxima Libertadores.

Apesar das duas equipes terem colocado uma bola no travessão, o primeiro tempo foi fraco e muito truncado. Na segunda etapa, o Santos foi melhor e criou boas chances de gol até abrir o placar com Borges.

Na próxima rodada, os dois times jogam como visitantes: em Minas, o Santos enfrenta o Atlético-MG, enquanto o Palmeiras joga contra o Flamengo, no Rio de Janeiro.

O jogo

Sem cinco titulares - Marcos, Cicinho, Valdivia, Luan e Kleber -, Felipão optou por um esquema 3-5-2 para defender o tabu de sete jogos do Palmeiras sem derrotas para o Santos. Pelo lado alvinegro, Muricy não contava com Neymar, na Seleção Brasileira, e os suspensos Edu Dracena e Arouca.

As primeira boas oportunidades do clássico foram santistas. Aos 4min, Danilo alçou bola da direita, Bruno Rodrigo escorou para o meio e Durval cabeceou próximo da trave direita de Deola, quase abrindo o placar.

O time alviverde respondeu em jogada de bola parada com Marcos Assunção. Aos 12min, o camisa 20 palmeirense cobrou infração da meia esquerda e exigiu elasticidade de Rafael, que deu um leve tapa antes da bola explodir no travessão.

Aos 17min, a partida teve que ser paralisada após choque de cabeça entre Alan Kardec e Thiago Heleno. Os dois sentiram a pancada e passaram um tempo estirados no chão, mas não precisaram deixar o campo.

O Santos tocava bola no campo de defesa do adversário, mas tinha dificuldade para finalizar. O trio de zaga armado por Felipão com Thiago Heleno, Henrique e Maurício Ramos não deixava espaços para Alan Kardec e Borges. A partida seguia truncada e sem grandes lances de efeito.

A cada falta frontal a torcida palmeirense se animava. Marcos Assunção, porém, não conseguiu acertar o ângulo, aos 24min, e chutou em cima da barreira, aos 39min.

As emoções do primeiro tempo ficaram reservadas para os minutos finais. Aos 44min, Maikon Leite avançou com velocidade e bateu cruzado, com muito perigo. Aos 45min, Danilo cruzou na medida para Alan Kardec, que cabeceou livre dentro da área e acertou o travessão.

O bom ritmo do fim da etapa inicial continuou depois do intervalo. Aos 6min, Léo tabelou com Borges e levantou na área. Alan Kardec cabeceou firme e Deola fez ótima defesa.

A partida era mais aberta e o Palmeiras chegou bem aos 9min, quando Maikon Leite ganhou de Durval na corrida e chegaria livre na cara do gol, até cair no contato de corpo. O palmeirense, ex-santista, pediu falta, mas o árbitro mandou seguir.

Foi o último lance de Maikon Leite no jogo. O atacante foi substituído por Ricardo Bueno logo aos 10min do segundo tempo.

Aos 15min, um lance polêmico: o árbitro marcou tiro livre indireto, em cima do risco da pequena área, por entender que houve recuo em um lance em que Deola pegou bola tocada por Márcio Araújo com a mão. Na cobrança, Henrique chutou fraco e desperdiçou boa chance.

O Santos sufocava o Palmeiras. Na sequência, aos 20min, Danilo bateu falta da meia direita, Durval cabeceou no canto direito e Deola conseguiu uma difícil defesa.

A pressão surtiu efeito aos 30min, quando Borges recebeu cruzamento de Léo e, sozinho na área, cabeceou bem para abrir o placar.

O Palmeiras chegou perto de empatar aos 34min, quando Fernandão recebeu passe na área, se livrou do defensor e soltou uma bomba. Rafael fez boa defesa e assegurou a vitória santista.

Ficha técnica

SANTOS 1 X O PALMEIRAS

Gol

SANTOS:

Borges, aos 29min do segundo tempo

SANTOS: Rafael, Crystian, Bruno Rodrigo, Durval e Léo; Adriano, Henrique, Danilo e Ibson (Bruno Aguiar); Alan Kardec e Borges (Rentería) - Técnico: Muricy Ramalho

PALMEIRAS: Deola, Mauricio Ramos, Thiago Heleno e Henrique; Márcio Araújo (Paulo Henrique 32), Chico, Marcos Assunção, Pedro Carmona (Patrik) e Gabriel Silva; Maikon Leite (Ricardo Bueno) e Fernandão - Técnico: Luiz Felipe Scolari

Cartões amarelos

SANTOS: Ibson

PALMEIRAS: Pedro Carmona

Árbitro

Guilherme Ceretta de Lima (SP)

Local

Vila Belmiro, em Santos (SP)

Fonte: Terra, www.terra.com.br