Botafogo admite interesse, mas considera Jobson e Marcelo Mattos difíceis

Alto valor pedido pelo atacante e complicada negociação triangular por volante

A redução do tempo de suspensão de Jobson ? que foi de dois anos para seis meses ? após novo julgamento por uso de cocaína, despertou no Botafogo a intenção de contar novamente com o atacante, que se destacou na reta final do Campeonato Brasileiro de 2009. No entanto, os dirigentes alvinegros desanimaram após uma consulta ao Brasiliense, que detém seus direitos. O clube do Distrito Federal exigiu um valor considerado alto para negociar o jogador.

O Brasiliense teria pedido de R$ 1,5 milhão a R$ 2 milhões por Jobson, o que afastou o Botafogo da negociação. O vice de futebol alvinegro, André Silva, disse considerar complicada a volta do atacante a General Severiano.

- Desde a suspensão, o Botafogo mostrou interesse num contrato com o Jobson para que houvesse um acompanhamento de tratamento psicológico até a volta aos gramados, mas o Brasiliense não quis, e é um direito que ele tem. Há um certo interesse nosso, mas depende mais do clube com o qual o jogador tem contrato - disse o dirigente.

Outro nome especulado é o de Marcelo Mattos, que pertence ao Panathinaikos mas está emprestado ao Corinthians até agosto. O Botafogo conta com o bom relacionamento com o clube paulista para concretizar a transferência, mas também vem buscando um entendimento com os gregos, numa negociação triangular.

- Lógico que a proximidade com o Corinthians poderia ajudar, e o Marcelo é um nome interessante. Mas por enquanto não há possibilidade de o negócio se concretizar - afirmou André Silva.

Fonte: Globo Esporte