Botafogo cede empate para a Ponte, mas avança e faz final contra S. Caetano

Agora, para sagrar-se campeão do Interior, terá pela frente o São Caetano

O Botafogo-SP quase deixou escapar uma vaga nas finais do Troféu do Interior depois de abrir 2 a 0 sobre a Ponte Preta ainda na etapa inicial, neste sábado, no estádio Santa Cruz. Precisando de um empate para avançar às finais do torneio, o time de Ribeirão Preto cedeu no final, mas segurou a igualdade de 2 a 2 e garantiu vaga na decisão, já que jogava por dois resultados iguais (o jogo de ida, em Campinas, terminou 0 a 0). Agora, para sagrar-se campeão do Interior, terá pela frente o São Caetano, que um pouco mais cedo bateu o Oeste, no ABC.

Sem técnico desde 1º de abril, quando Sérgio Guedes foi demitido, a Ponte Preta foi mais uma vez comandada por Carlos Gallo, preparador de goleiros da equipe campineira. Além da procura por um novo treinador, a Ponte Preta ? que ainda deve ter uma reformulação em seu elenco para o restante da temporada - passa por momentos turbulentos, que agravam-se ainda mais com esta desclassificação do Troféu do Interior.

Precisando de pelo menos um gol para avançar, o time da Ponte iniciou o jogo melhor postado em campo, mas não aproveitou suas chances. O Botafogo, por outro lado, em sua primeira oportunidade, balançou as redes. Após cobrança de falta pela direita, Rodrigo Pontes, de cabeça, desviou e obrigou Eduardo Martini a usar todo seu reflexo para espalmar a bola; no rebote, William, conseguiu levar a melhor na dividida com Evaldo e tocou para as redes, aos 31min.

Aos 36min, logo após a saída do meia Fabiano Gadelha (machucado) e a entrada de Tinga, um ?bombardeio? dos jogadores da Ponte Preta quase resultaram no empate, mas a defesa dos anfitriões conseguiu cortar todas as bolas finalizadas por Finazzi e Evaldo. Quase nos acréscimos da etapa inicial, em um rápido contra-ataque do Botafogo e um cruzamento errado de Tinga, a bola acabou sobrando para William, que avançou, bateu cruzado e marcou seu segundo gol na partida.

?Tivemos oportunidades e não aproveitamos. O jogo estava igual, mas não soubemos fazer os gols?, analisou Finazzi, na saída para o intervalo. Na etapa final, foi o Botafogo quem assustou primeiro, em cobrança de Andrezinho que bateu no travessão, aos 2min. Em outro lance de bola parada, foi a vez da Ponte Preta chegar, e diminuir. Otacílio Neto cobrou falta próxima a área; a bola passou por todo mundo, inclusive pelo goleiro Wéverton, e foi parar nas redes, aos 13min.

Aos 25min, um lance curioso no estádio Santa Cruz. Os jogadores da Ponte Preta não ?aceitaram? o pedido de alteração do técnico interino Carlos Gallo, que tiraria Finazzi para colocar Marcelo Soares. O atacante acabou entrando, mas quem saiu foi Deda. ?Precisamos ganhar o jogo?, explicou o próprio volante, após deixar o campo e seguir para o banco de reservas. A mudança surtiu efeito, e Finazzi empatou o jogo aos 43min. Porém, era tarde demais, já que o Botafogo-SP tinha a vantagem do empate.

Fonte: Terra