Botafogo derrota o líder Corinthians no Pacaembu

Botafogo derrota o líder Corinthians no Pacaembu

O Corinthians, depois de ter um primeiro tempo abaixo da crítica, fez uma etapa complementar convincente

Com um primeiro tempo exemplar, de marcação firme e ótimo futebol, o Botafogo não tomou conhecimento do líder Corinthians e venceu por 2 a 0 em pleno Pacaembu nesta quarta-feira. Além de fazer dois e ter outro gol injustamente anulado pela arbitragem na etapa inicial, a equipe de Caio Júnior se segurou na defesa, confirmou a vitória e deixou a liderança do Campeonato Brasileiro em aberto. Com 49 pontos e um jogo a menos ser realizado contra o Santos, até o Botafogo, agora terceiro colocado, pode assumir a liderança mais adiante. O Corinthians, que tem 51, pode perder a primeira posição para o Vasco, que tem 50 e visita o Atlético-PR na quinta-feira. O Corinthians, depois de ter um primeiro tempo abaixo da crítica, fez uma etapa complementar convincente, mas esbarrou na finalização ruim e não conseguiu se aproximar de um empate que já ficaria de ótimo tamanho. Melhor para o Botafogo, que jogou mais de 30 minutos sem Cortês, expulso, e aos poucos conseguiu encaixar sua marcação no previsível time corintiano, que insistiu em bolas na área e chutes de longe com Alex. Corintianos e botafoguenses voltam a jogar no próximo domingo, ambos às 16hrs (de Brasília). Na Arena do Jacaré, o Corinthians visita o pressionado Cruzeiro em Sete Lagoas. Já o Botafogo recebe outra equipe na briga contra o rebaixamento, o Atlético-PR. Primeiro tempo: Botafogo passeia no Pacaembu Satisfeito pelo desempenho do time nos últimos dois jogos (empate contra o Vasco e vitória sobre o Atlético-GO), o treinador Tite preservou a escalação, até porque os titulares Liedson e Ralf, lesionado e servindo a Seleção respectivamente, não tinham condições de atuar. Emerson, com problemas físicos, também não foi relacionado. Adriano, pelo segundo jogo consecutivo, ficou no banco. Teve a seu lado Chicão, de volta após quatro rodadas. No Botafogo, com uma vitória em seis jogos, Caio Júnior surpreendeu ao deixar Herrera no banco para a entrada de Felipe Menezes no time. Loco Abreu, reserva do Uruguai em Assunção na terça-feira, viajou rapidamente e saiu como titular no Pacaembu. Já o goleiro Jefferson, herói na vitória da Seleção sobre o México, só chegou ao Brasil no início da noite e deu lugar a Renan. Alessandro foi o lateral direito no lugar de Lucas, suspenso. E se no último domingo foi o Corinthians que teve 45 minutos de amplo domínio sobre o Atlético-GO, nesta quarta a vez foi do Botafogo. Visitante, o time do treinador Caio Júnior fez 2 a 0 na etapa inicial e ainda teve um gol injustamente anulado pelo árbitro Elmo Alves Resende Cunha. Com Elkeson e Maicosuel abertos, o time botafoguense foi seguro na defesa e perigosíssimo na frente. Já aos 4min, em cobrança de falta da esquerda, toda a defesa corintiana saiu, mas Fábio Ferreira, em condições legais, recebeu e serviu Marcelo Mattos, que empurrou para o gol vazio. A arbitragem assinalou impedimento inexiste e prejudicou o Botafogo no Pacaembu. Por coincidência, em 2010, os botafoguenses também tiveram gol de Herrera anulado em empate entre os dois times. Dono da partida, o Botafogo abriu o marcador em um contragolpe fulminante. Jorge Henrique perdeu bola no ataque após bola aérea e Elkeson, pela ponta direita, arquitetou todo o lance do gol. Depois de cruzamento dele, a bola desviou em Moradei e sobrou convidativa na cabeça de Loco Abreu, na pequena área: 1 a 0 para os botafoguenses no Pacaembu aos 10min. Com dificuldades de avançar, o Corinthians só chegou mesmo na bola aérea. Alex cobrou falta e Paulo André, livre, escorou e viu sua finalização passar muito perto. As coisas, que já eram difíceis para o time da casa, ficaram piores a partir dos 27min. Fábio Santos, com dores na perna, deu lugar ao destro Weldinho, que não entrou bem. E quis o destino que novamente um desvio de Moradei desse a vantagem ainda maior ao Botafogo. Aos 33min, Cortês cobrou lateral, a zaga corintiana dormiu no ponto e Maicosuel, com bonito corte, limpou a marcação e chutou. A bola resvalou no volante, enganou Júlio César e morreu no fundo da rede do Corinthians. Apenas aos 39min é que o Corinthians conseguiria uma finalização no gol do arqueiro Renan. Em nova cobrança de falta, Alex acertou lindo chute, mas o botafoguense foi buscar e colocou para escanteio. No último lance, o time corintiano ainda quase diminuiu. Danilo fez boa jogada e serviu Paulinho, que não conseguiu finalizar com qualidade e frustrou o Pacaembu em 45 minutos de rara felicidade do Botafogo em São Paulo. Segundo tempo: Botafogo resiste à pressão e leva 3 pontos Sem substituições, mas com postura e posicionamentos diferentes o Corinthians voltou para a etapa complementar. Alessandro inverteu com Weldinho e foi jogar na lateral esquerda, mesmo lado agora ocupado por Willian no ataque. Em duas ocasiões, com Paulinho e Leandro Castán finalizando na grande área, Marcelo Mattos conseguiu desvios heroicos e evitou o gol. Com o Pacaembu em polvorosa pela pressão, o Corinthians se mandou de vez á frente e viu as coisas melhorarem quando, aos 14min, Jorge Henrique foi derrubado e Cortês, que já tinha amarelo, acabou expulso. Na cobrança, Alex colocou uma bola preciosa que beijou a trave de Renan e saiu. A vantagem numérica fez Tite, que previa no máximo 20 minutos para Adriano, tomar uma atitude ousada. Moradei deu lugar para o centroavante aos 17min. Enfiado na área, ele apareceu com perigo pela primeira vez algum tempo depois. Com bom cruzamento da direita, Adriano botou a cabeça, mas a bola foi para fora. De tanto pressionar e não encontrar seu gol, o Corinthians foi se cansado, física e psicologicamente, e mesmo com 10 o Botafogo controlou bem o assédio do time da casa. Aos 37min, Paulinho invadiu a área e, livre diante de Renan, acabou freado. Paulo André, em duas boas chances no fim, quase diminuiu. Era dia botafoguense no Pacaembu. Ficha técnica CORINTHIANS 0 x 2 BOTAFOGO Gols BOTAFOGO: Loco Abreu, aos 10min, e Maicosuel, aos 33min do 1º tempo CORINTHIANS: Júlio César; Alessandro (Ramírez), Paulo André, Leandro Castán e Fábio Santos (Weldinho); Paulinho e Moradei (Adriano); Willian, Danilo e Jorge Henrique; Alex Treinador: Tite BOTAFOGO: Renan; Alessandro, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Cortês; Renato e Marcelo Mattos; Elkeson (Herrera), Felipe Menezes (Gustavo) e Maicosuel (Bruno Tiago); Loco Abreu Treinador: Caio Júnior Cartões amarelos CORINTHIANS: Jorge Henrique BOTAFOGO: Alessandro, Cortês Cartão vermelho BOTAFOGO: Cortês Árbitro Elmo Alves Resende Cunha (GO) Público pagante e renda 32.450 torcedores / R$ 1.097.396,50 Local Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Fonte: Terra