Botafogo joga contra Avaí para seguir na briga pelo título do Brasileiro

No jogo do primeiro turno, os cariocas venceram no Engenhão por 2 a 1

Em um duelo no qual as duas equipes precisam da vitória por motivos distintos, o Botafogo visita o Avaí neste sábado, às 18 horas (de Brasília), no Estádio da Ressacada, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Após ser derrotado pelo Santos por 2 a 0, no meio de semana, o Botafogo permaneceu com 52 pontos, dois a menos que Corinthians e Vasco, e desperdiçou a chance de liderar. Agora, o duelo contra os catarinenses, além da reação, representa a chance de dormir o sábado na ponta da tabela de classificação.

Já os catarinenses, desanimados após a derrota por 4 a 2, de virada, para o Internacional, estacionaram nos 26 pontos e, na penúltima posição, correm sério risco de rebaixamento.

A matemática poderia ser apontada como a estrela deste jogo, pois pressiona os dois times na luta pelos seus objetivos. Na visão de Caio Junior, técnico do Botafogo, o time precisa de mais cinco ou seis vitórias para erguer o mais importante título do futebol nacional.

"As contas em termos de título variam entre sessenta e cinco e sessenta e oito pontos. Isso é ótimo, pois poderíamos conseguir essa pontuação apenas nas partidas que nos restam dentro de casa, onde a estatística mostra que somos muito fortes. Mas não podemos jogar a responsabilidade apenas para esses compromissos e daí que entra a responsabilidade de fazermos um grande jogo e ganharmos em Santa Catarina", disse Caio Junior, otimista.

Pelo lado do Avaí, o técnico Toninho Cecílio e os jogadores estão sendo questionados pela matemática contra o rebaixamento, que aponta a necessidade de mais seis vitórias para afastar o risco de queda. Cientes desta situação, eles preferem pensar em um confronto de cada vez.

"Não existe receita para conquistar essas seis vitórias. Futebol é muito dinâmico e a partir do momento em que você ganha uma, duas, as coisas podem se encaixar. Mas temos que pensar passo a passo, não em seis vitórias, só em vencer o Botafogo", ensinou o experiente meia Lincoln.

Se a matemática impera nos discursos antes dos jogos, os atletas do Botafogo preferem pensar na melhor maneira de ganhar o jogo e, neste caso, analisam a estratégia a ser adotada.

O goleiro Jefferson é um dos analistas mais perspicazes. "Com certeza o Avaí vai em busca do resultado, pois precisa somar três pontos para seguir forte na luta contra o rebaixamento. Cabe ao Botafogo não permitir que nosso adversário goste da partida. Temos que nos impor ao longo dos noventa minutos para conseguir a vitória, é só o que no interessa".

Em termos de escalação, o Botafogo terá o retorno do volante Renato, que cumpriu suspensão diante do Santos e reaparece na vaga de Bruno Tiago. O lateral direito Lucas vai ocupar o posto de Alessandro, suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo diante do Santos. Em relação ao ataque a dúvida persiste: Loco Abreu pode ter a companhia de Herrera ou jogar de maneira isolada no setor. Nesse caso, Felipe Menezes entra no lugar do argentino.

No Avaí, Toninho Cecílio vai adotar o esquema 4-5-1, com elenco completo á disposição pela primeira vez. Na zaga, Cláudio Caçapa retorna depois de dois meses se recuperando de lesão. O jogador garante estar feliz com a nova oportunidade: "Estou muito feliz em poder voltar a fazer o que eu gosto, que é estar dentro de campo, jogando ou não. O campeonato exige você jogar no limite máximo. Então espero que eu possa, se confirmar, voltar bem para ajudar porque eu vim aqui para isso. Quero poder contribuir também".

O volante Cleverson foi mantido no meio-campo titular, ao lado de Junior Urso e Bruno Silva, mas recuados, e Lincoln e Robinho, que terão a função de municiar o isolado atacante Willian.

No primeiro turno do Campeonato Brasileiro, as duas equipes se enfrentaram no Rio de Janeiro e o Botafogo ganhou por 2 a 1 com gols de Maicosuel e Herrera, depois de Dirceu ter aberto o marcador para os catarinenses.

Fonte: Terra, www.terra.com.br