Botafogo vence clássico e afasta Vasco do G-4

Botafogo vence clássico e afasta Vasco do G-4

Depois do clássico desta quinta, tanto o Botafogo quanto o Vasco retornam ao gramado somente na próxima semana

A revelação Bruno Mendes decidiu. Com dois gols, o ex-jogador do Guarani, que surgiu no Campeonato Paulista deste ano, decidiu o clássico desta quinta-feira no Estádio do Engenhão. O time de General Severiano passou pelo Vasco pelo placar de 3 a 2 e afastou o arquirrival do G-4 da competição.

Depois do clássico desta quinta, tanto o Botafogo quanto o Vasco retornam ao gramado somente na próxima semana. A equipe de General Severiano encara na próxima quarta-feira, às 22h (de Brasília), o Figueirense, no Estádio Orlando Scarpelli. Por outro lado, o Vasco, ainda em busca de um lugar na Copa Libertadores, terá pela frente o Internacional, na mesma data, mas às 20h30, em São Januário.

A necessidade de vitória para se manter firme na briga por um lugar na próxima Copa Libertadores tornou o Vasco mais soltou no início da partida desta quinta-feira. Armado com Juninho e Felipe no meio-campo, dois jogadores de maior cadência e grande qualidade no passe, o time de São Januário rapidamente tomou conta da partida, criando a primeira ótima oportunidade aos 9min. Carlos Alberto, escalado como referência ofensiva, recebeu passe e aplicou uma bonita cavadinha. A bola passou sobre o travessão de Jefferson.

A maior organização vascaína resultou na abertura do placar aos 25min. Depois de pressão na saída de bola, Éder Luís recebeu pela ponta direita e arrematou firme para o meio da área. Centroavante na noite desta quinta-feira, Carlos Alberto se antecipou à zaga botafoguense e desviou de letra para inaugurar o marcador no clássico disputado no Engenhão. Prêmio para o volume de jogo imposto pelos vascaínos.

O tento anotado por Carlos Alberto teve o efeito esperado no Botafogo. Lento durante a primeira parte do jogo, o time de Oswaldo de Oliveira adiantou a marcação, imprimiu uma maior movimentação e respondeu somente quatro minutos depois. O jovem atacante Bruno Mendes recebeu pela ponta direita, passou por Dedé e cruzou para o meio da área. A bola, depois de desvio no caminho, sobrou limpa para Elkeson apenas desviar para as redes de Fernando Prass.

A tendência de domínio botafoguense, contudo, barrou na experiência vascaína. Imediatamente depois do empate, o time de Marcelo Oliveira adiantou a marcação e acabou recompensado aos 37min. Felipe antecipou lançamento, venceu dividida com Dória e cruzou na medida para Carlos Alberto. Como um legítimo centroavante, o camisa 10 apenas tocou para as redes e balançou pela segunda vez as redes botafoguenses.

Em desvantagem no marcador, o Botafogo cresceu na segunda etapa, especialmente por conta da maior eficiência de Seedorf, muito marcado e tímido durante o primeiro tempo. Logo no início, o holandês cobrou falta com categoria e obrigou Fernando Prass a fazer grande defesa. O lance seria apenas uma amostra da melhora dos mandantes, que aproveitaram a queda física vascaína para ocupar um maior espaço no gramado.

A consequência da melhora do Botafogo surgiu no placar da partida. Aos 29min, o jovem Bruno Mendes, autor da grande jogada que resultou no gol de Elkson, igualou o marcador. O centroavante botafoguense aproveitou cruzamento pelo lado direito, se antecipou à defesa rival e desviou para dentro das redes de Fernando Prass. A revelação, no final do jogo, ainda anotou a virada no marcador, complicando a situação vascaína no campeonato.

Fonte: Terra