Botafogo vence o Macaé e se classifica: 3 a 0

Botafogo vence o Macaé e se classifica: 3 a 0

Herrera, Felipe Azevedo e Elkeson balançam as redes

O Botafogo não teve maiores dificuldades neste sábado para vencer o Macaé, no estádio Cláudio Moacyr, em Macaé. Fez 3 a 0 e se classificou em primeiro lugar do Grupo A para as semifinais da Taça Guanabara, graças ao saldo de gols superior ao do Flamengo (13 a 9), segundo colocado. Substitutos de Loco Abreu e Andrezinho, que ficaram fora por lesão, Herrera e Felipe Azevedo marcaram os dois primeiros gols. Elkeson completou a vitória. Numa espécie de "bloco do espanta zebra", os alvinegros, que precisavam apenas do empate, animaram o carnaval da torcida e mostraram a boa fase do sistema ofensivo, que marcou 12 vezes nos últimos três jogos.

A notícia ruim fica por conta da suspensão de Maicosuel para a semifinal, contra adversário ainda indefinido - pode ser Boavista, Fluminense, Friburguense ou Volta Redonda. Ele recebeu o terceiro cartão amarelo por reclamação, ainda no primeiro tempo. E deixou o gramado do Moacyrzão lesionado e talvez não tivesse condições de jogo mesmo que não fosse punido.

O Botafogo teve o domínio da partida desde o início. Com boa troca de passes e muita movimentação, virava o jogo com velocidade para buscar os espaços na fechada defesa do Macaé. Renato distribuía a bola com a tranquilidade que faltava a Maicosuel, afobado em muitas jogadas desperdiçadas.

As ultrapassagens de Elkeson foram uma boa arma botafoguense, mas faltava o precioso último passe para Herrera, que pouco tocava na bola. Como o time da casa pouco atacou, o Botafogo não conseguiu explorar os contra-ataques, um dos seus pontos fortes. A exceção aconteceu em forte investida de Elkeson que terminou em chute sem ângulo para a defesa de Luís Henrique.

O Macaé ameaçava apenas em chutes de longa distância. Foi assim com Wagner e Valdir, mas Jefferson mostrou boa colocação. O Botafogo, marcando cada vez mais na frente, fez um grande bloqueio na saída de bola macaense. Numa das roubadas de bola, Márcio Azevedo arriscou de fora da área e levou perigo. O Botafogo enfim conseguiu tirar o zero do placar aos 27 minutos, numa jogada em que Herrera aliou velocidade e técnica. Substituto de Loco Abreu nesta partida, ele aproveitou chutão longo de Marcelo Mattos, esperou a bola quicar e tocou por cima do goleiro Luis Henrique. 1 a 0.

O gol não serviu apenas para deixar o Botafogo em vantagem. Foi fundamental para tirar o Macaé de trás. O time da casa foi obrigado e sair para o jogo e, consequentemente, dar espaços. O Alvinegro aproveitou e começou o seu arsenal de contra-ataques, criando uma chance atrás da outra. Numa delas, Maicosuel passou voando pela esquerda, foi acionado por Elkeson e cruzou para Felipe Menezes concluir de letra e fazer mais um belo gol para ampliar a contagem: 2 a 0.

O Botafogo voltou com a mesma empolgação para a segunda etapa, levando a zaga do Macaé à loucura com as jogadas de Elkeson, sempre muito insinuante. Herrera teve um gol anulado logo nos primeiros instantes - o árbitro alegou toque de mão de Antônio Carlos no início do lance - e perdeu outra chance incrível pouco depois, finalizando na mão do goleiro Luís Henrique.

Em boa vantagem no placar, o Botafogo diminuiu um pouco o ritmo, mas continuou criando chances. Elkeson quase marcou em chute de pé esquerdo. O Macaé era praticamente inofensivo, o que acabou determinando aos poucos o relaxamento aos alvinegros. A troca de passes ficou mais lenta, assim como o ritmo de subida para o ataque.

Para dar números finais à partida, Elkeson deixou o seu aos 42, em cabeçada que contou com a colaboração do goleiro Luís Henrique. No sábado de carnaval, o Botafogo fez a sua parte para evitar surpresas. No bloco espanta-zebra, o Alvinegro deixou a ressaca para outra hora. Agora é pensar na semifinal.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com